PUBLICIDADE
Topo

UOL Esporte vê TV

Mauro Cézar: 'Flamengo fez o que faz sempre. Cria e desperdiça'

Mauro Cezar critica atuação do Flamengo e diz que equipe está em "situação delicada" - Reprodução/ESPN
Mauro Cezar critica atuação do Flamengo e diz que equipe está em 'situação delicada' Imagem: Reprodução/ESPN

Do UOL, em São Paulo

02/12/2020 00h11

O Flamengo foi eliminado da Libertadores da América diante do Racing nos pênaltis, depois de empatar no tempo normal por 1 a 1 com um gol nos acréscimos de Willian Arão. Para o comentarista Mauro Cézar Pereira, os erros de finalização presentes em todas as últimas partidas do rubro-negro foram determinantes na queda.

"Segundo o Ricardo Spinelli, do DataESPN, o Flamengo é o time que mais cria chances claras, e é o segundo pior em aproveitamento. Desde novembro, o time teve 31, e só marcou seis gols. Só é melhor que o Coritiba", analisou no Linha de Passe, da 'ESPN'.

"Fez o que faz sempre: cria e desperdiça. A furada de Bruno Henrique, na pequena área. O gol que o Vitinho perdeu é inaceitável. Ele teve a bola, domínio, tempo, e rolou para a linha de fundo", completou.

"As alterações do técnico Rogério Ceni após a expulsão do zagueiro Rodrigo Caio também comprometeram, na visão do comentarista. "Rogério tira Arrascaeta e Everton Ribeiro, e deixa o Vitinho. Não tem explicação".

As eliminações na Copa do Brasil e na Libertadores trarão um prejuízo financeiro ao clube, e para Mauro Cézar, isso pode conturbar ainda mais os bastidores do clube, que já estão movimentados. "O Flamengo tem um problema seríssimo na parte financeira. Isso compromete o planejamento apra a contratação de Pedro. O ambiente político é horrível. Os associados estão preocupados com a volga de alguns personagens como Guilherme Kroll, que elogiava a gestão de Patrícia Amorim".

"Vejamos se agora o Landim, que estava na final da Libertadores, vai aparecer para alguma entrevista. Os bastidores vão ferver, vai faltar dinheiro nos cofres. A contratação do Pedro vai depender de uma saída. O Flamengo está em uma situação delicada. Ano passado foi uma decisão nos pênaltis para o Emelec, e depois um conto de fadas. Não é todo ano que tudo dá certo. Serão dias muito complicados para o Flamengo na política e nos bastidores, porque os jogadores ficam pressionados a brigarem pelo Nacional", avalia.

O próximo compromisso do Flamengo é o clássico contra o Botafogo, que vive um momento delicado, no sábado (5). Depois, o clube tem a semana cheia até a partida contra o Santos no domingo (13), em casa. No Brasileirão, o Fla é o terceiro colocado com 39 pontos, atrás de São Paulo (41) e Atlético-MG (42).

UOL Esporte vê TV