PUBLICIDADE
Topo

UOL Esporte vê TV

Conmebol definirá TVs da Libertadores na semana que vem; Globo pode voltar

Arrascaeta, do Flamengo, durante partida contra o Barcelona-EQU pela Libertadores - Thiago Ribeiro/AGIF
Arrascaeta, do Flamengo, durante partida contra o Barcelona-EQU pela Libertadores Imagem: Thiago Ribeiro/AGIF

Gabriel Vaquer

Colaboração para o UOL, em Aracaju

28/08/2020 12h00

Depois de se reunir com diversas empresas, inclusive concorrentes da Globo na TV paga, a Conmebol agora está estudando as conversas e propostas para os direitos de transmissão da Libertadores e Copa Sul-Americana. A entidade assegurou que dará respostas na semana que vem para todos aqueles que mostraram algum tipo de intenção.

Segundo apurou a reportagem do UOL Esporte, a favorita ainda é a emissora carioca. A Globo fez uma proposta, em valores considerados mais realistas, para TV aberta e TV por assinatura, para recuperar seus 27 jogos exclusivos que estavam previstos anteriormente a rescisão contratual realizada no início do mês.

Existe muita confiança na Globo de que o acordo com a entidade máxima do futebol sul-americano chegará, porque a emissora é a única que pode dar o alcance nacional que a Conmebol quer para a Libertadores. Além disso, o Sportv também é líder de audiência na TV paga. Outro ponto é a boa relação da entidade com a emissora, parceria de muitos anos.

Mas exibir a competição sem exclusividade na TV aberta é algo considerado. Neste sentido, quem fez proposta para os direitos de transmissão foi a RedeTV!, a quinta maior do país. O canal entende que comprar a Libertadores seria uma oportunidade de mercado boa, e vê a Conmebol disposta a aceitar um valor considerado justo.

O que pesa contra a emissora é o fator justamente financeiro. A Conmebol pede garantias financeiras para as empresas que fecha acordo. Ontem (27), funcionários da RedeTV! receberam um comunicado afirmando que o canal continuará a pagar salários reduzidos até outubro para funcionários que recebem mais de três salários mínimos.

A emissora faz isso baseando-se na Medida Provisória 936, assinada pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido), que autoriza empresas a cortar 25% dos vencimentos como forma de reduzir as perdas e as demissões que poderiam ser causadas pela pandemia. Para quem recebe até três salários mínimos, a renda foi preservada, com parte do rendimento pago pela empresa. O resto, é pago pelo Governo Federal.

Na TV paga, a Disney foi procurada pela Conmebol e chegou a abrir conversas para aumentar o seu já generoso pacote da Libertadores. A Copa Sul-Americana também foi oferecida, e interessou. Mas tudo vai depender da vontade da Globo em continuar com os direitos na TV por assinatura.

Em players digitais, quem mais se animou nas reuniões foi o Facebook, que já tem acordo pela Libertadores também. Amazon e Youtube também foram consultados. A Conmebol está analisando caso a caso, e quer resolver tudo já na próxima semana. Assim, divulgará uma nova tabela detalhada com indicação de transmissões oficialmente.

UOL Esporte vê TV