PUBLICIDADE
Topo

Libertadores - 2020

Nova tabela da Libertadores não tem previsão de transmissões para o Brasil

Everton Ribeiro, do Flamengo, disputa bola na partida contra o Barcelona-EQU, pela Libertadores - Thiago Ribeiro/AGIF
Everton Ribeiro, do Flamengo, disputa bola na partida contra o Barcelona-EQU, pela Libertadores Imagem: Thiago Ribeiro/AGIF

Gabriel Vaquer

Colaboração para o UOL, em Aracaju

26/08/2020 17h09

O impasse da Conmebol para encontrar emissoras que exibam a Libertadores da América para o mercado brasileiro afetou a divulgação da programação da competição, que retorna em setembro. A tabela divulgada hoje (26) não indica nenhuma transmissão para o país.

A programação mostra datas dos jogos e os estádios onde eles acontecerão. Os horários padrões foram mantidos, e a falta de indicação das transmissões se dá por causa da rescisão do contrato com a Globo. A Conmebol ainda quer resolver quais emissoras e players digitais vão exibir as partidas no mercado brasileiro.

A entidade ofereceu a Libertadores para as quatro principais concorrentes da Globo para TV aberta e continua negociando com a emissora carioca por valores abaixo do que ela pagava anteriormente. A Conmebol considera quebrar o modelo de exclusividade para conseguir um volume de dinheiro maior nesse momento.

O curioso é que a Conmebol tirou indicação até mesmo de jogos previstos para o Fox Sports, que por enquanto é a única TV brasileira com partidas da competição confirmadas. Entre os jogos que o canal esportivo da Disney deve exibir, estão Bolívar (BOL) x Palmeiras, marcado para as 21h30 do dia 16 de setembro, e São Paulo x River Plate (ARG), previsto o dia seguinte, às 19h.

Além da TV aberta, a entidade também questionou a Disney se ela não gostaria de pegar os jogos que estavam previstos para o Sportv na TV por assinatura, fazendo um aditivo no seu já forte contrato. O conglomerado de mídia ainda não respondeu. A Conmebol também marcou conversas com Facebook, Amazon e YouTube com o objetivo de aumentar a presença digital.

Segundo apurou a reportagem, a ideia é resolver as questões em no máximo dez dias e divulgar uma nova programação da Libertadores com as transmissões definidas. Novas mudanças de tabela, com ajustes de horário a depender do pedido das emissoras, podem ser feitas pela entidade.