PUBLICIDADE
Topo

UOL Esporte vê TV

DAZN renegocia contrato e volta do Italiano não terá transmissão no Brasil

Filippo MONTEFORTE / AFP
Imagem: Filippo MONTEFORTE / AFP

Gabriel Vaquer

Colaboração para o UOL, em Aracaju

19/06/2020 04h00

Marcado para retornar amanhã (20), a volta do Campeonato Italiano não terá transmissão para o Brasil. O DAZN, plataforma de streaming, está renegociando o contrato dos direitos de transmissão para o país. Enquanto isso, os jogos estão suspensos para o nosso território. A situação ainda foi agravada com uma disputa entre a plataforma, o canal italiano RAI e a operadora de TV paga por internet Guigo TV.

A informação da não transmissão do Italiano pelo DAZN foi inicialmente divulgada pelo site Trivela e confirmada pelo UOL Esporte. A plataforma alega que precisa pagar menos pelo contrato de transmissão por ter colhido prejuízo com a pandemia do novo coronavírus e não tem condições de cumprir os compromissos financeiros acordados antes do surto da Covid-19.

O problema é que a liga italiana quer, pelo menos, o pagamento das cotas acordadas para este ano na íntegra, o que o DAZN não concorda. Sem acordo, a transmissão foi cancelada pela liga. A renegociação entre DAZN e Série A italiana acontece na Itália e também inclui o contrato para a América Latina — que envolve o Brasil. Esse vínculo para o nosso país vai até o fim da temporada 2021.

Existe chances do torneio voltar a ser exibido no Brasil caso DAZN e a Série A Italiana cheguem a um acordo. Conversas diárias estão ocorrendo. Mas para o fim de semana, quando o Campeonato Italiano voltará, já existe a confirmação que o DAZN não vai exibir as partidas.

O imbróglio prejudicou até mesmo a RedeTV!, que iria transmitir amanhã a partida entre Hellas Verona e Cagliari — a emissora exibe um jogo por rodada do Italiano em parceria com o DAZN. O sublicenciamento do torneio para TV aberta está cancelado até que se tenha uma definição sobre o assunto.

Procurada oficialmente, o DAZN disse que "não comenta negociações em andamento".

Briga com empresa considerada concorrente agravou situação

Além da questão financeira, a renegociação do contrato do Campeonato Italiano no Brasil envolve outra questão. O DAZN quer ser o único exibidor do torneio no país e tenta impedir que a RAI transmita uma partida por rodada para que o jogo não seja usado por uma empresa considerada concorrente para ter assinantes, no caso a Guigo TV.

Intitulada como uma operadora de TV paga via internet, a Guigo TV tem a RAI em seus pacotes. A operadora fez propaganda das semifinais e das finais da Copa Itália, que além do DAZN, também tiveram transmissões da RAI para a televisão fechada no Brasil.

No entanto, diretores do DAZN se incomodaram e reclamaram com a liga italiana sobre o assunto. A liga repassou a reclamação para a RAI, que pediu para a Guigo TV retirar o canal do grupo de emissoras disponíveis para o teste gratuito por sete dias oferecido pela operadora para os seus possíveis clientes. A Guigo TV aceitou o pedido da RAI, que continua nos pacotes básicos da empresa, que custam cerca de R$ 20.

Para evitar essa concorrência indireta, o DAZN quer impedir que o único jogo que a RAI tem direito por rodada pelo Campeonato Italiano não seja exibido para o Brasil. Procurada oficialmente, a Guigo TV disse que tem uma parceria de respeito com a RAI e que não é uma plataforma de streaming, e sim uma operadora de TV paga.

"A Guigo TV informa que a RAI Itália continua disponível no pacote básico para todos os assinantes. Temos uma sólida relação de parceria com a emissora italiana e assim como acontece com os mais de 30 canais - nacionais e internacionais -, que integram o nosso portfólio, as práticas de publicidade seguem rigorosamente as políticas dos nossos parceiros de conteúdo. Reforçamos ainda que a Guigo TV não negocia direitos diretamente com ligas esportivas e/ou equipes. Apenas disponibilizamos o conteúdo dos canais que estão sob contrato de distribuição com a Guigo TV. O nosso compromisso com o mercado e os assinantes é por uma relação harmônica e em ofertar a melhor relação custo-benefício em TVs por assinatura via internet", diz a nota divulgada pela operadora de TV paga por internet.

UOL Esporte vê TV