PUBLICIDADE
Topo

Globo adia início de quadro do Esporte Espetacular para remover Cartolouco

Cartolouco (à direita) aparece em gravação de quadro do Esporte Espetacular - Reprodução/Instagram
Cartolouco (à direita) aparece em gravação de quadro do Esporte Espetacular Imagem: Reprodução/Instagram

Gabriel Vaquer

Colaboação para o UOL, em Aracaju (SE)

06/06/2020 16h22

Nova atração do programa esportivo "Esporte Espetacular", a segunda temporada do "Batalha dos Craques" estreia amanhã (7) após demorar um pouco mais do que o normal para ficar pronta. Gravado pela Globo em março, o quadro só estreia em junho porque teve que passar por uma reedição após a demissão do jornalista Lucas Strabko, o Cartolouco, em abril.

O programa foi um dos últimos trabalhos do jornalista na Globo. Dias depois, ele entrou em férias e foi demitido ao retornar. Ele funcionou como uma espécie de co-apresentador da disputa, narrada por Luís Roberto. As gravações foram feitas em São Januário, estádio do Vasco.

Lucas Strabko será creditado como um dos produtores do quadro. Mas suas entradas em vídeo não serão mostradas. Na edição, a Globo vai se limitar a mostrar Luís Roberto comandando os trabalhos.

A nova temporada do "Batalha dos Craques" contou a participação dos ex-jogadores Zé Roberto, Pedrinho e Ricardinho, os dois últimos atuais comentaristas da Globo, e da ex-jogadora Milene Domingues.

Jogadores do sub-16 do Vasco também participaram do quadro. Nele, ex-jogadores e convidados participam de desafios envolvendo o futebol, como colocar com os pés uma bolinha de tênis em um alvo. A primeira temporada, comandada por Felipe Andreoli, foi sucesso de audiência em 2019.

Procurada oficialmente pelo UOL Esporte, a Comunicação da Globo confirmou que Lucas Strabko será creditado como produtor da atração. "Esse foi um dos últimos trabalhos de Lucas Strabko como produtor do Esporte Espetacular, e ele será creditado como tal", afirmou a emissora, por meio de comunicado.

Lucas Strabko, o Cartolouco, foi demitido da Globo em abril. Ele estava na emissora desde 2016. Sua saída se deve às polêmicas em que ele se envolveu, principalmente nos últimos três anos.

UOL Esporte vê TV