Topo

Futebol Americano


Everaldo Marques se desculpa por retuitar post de atleta acusado de assédio

Everaldo Marques, apresentador da ESPN, nos estúdios da emissora em São Paulo - Leo Martins/UOL
Everaldo Marques, apresentador da ESPN, nos estúdios da emissora em São Paulo Imagem: Leo Martins/UOL

Do UOL, em São Paulo

01/11/2019 14h49Atualizada em 01/11/2019 15h02

O apresentador Everaldo Marques se desculpou no Twitter por ter retuitado, em tom de piada, uma mensagem postada pelo jogador Antonio Brown. O astro da NFL é acusado de assédio sexual, e Marques considerou inapropriado ter dado um retuíte na brincadeira de Brown sobre jogar no Brasil. Ele foi cortado do New England Patriots após a polêmica.

Um tuíte brasileiro pediu para Antonio Brown vir ao Brasil jogar na liga brasileira BFA. O jogador fez uma "exigência": 100 mil retuítes. A Liga compartilhou o desafio e postou "Te vejo em breve", ao que o jogador respondeu: "Posso ir na próxima semana".

Foi este tuíte que Everaldo compartilhou, e depois pediu desculpas.

"Errei e queria me retratar. Dar visibilidade à brincadeira de um cara sobre o qual pairam acusações graves não é legal. O que me parecia no início uma zoeira inocente de internet, pra fazer o tonto pagar pela boca, na verdade é um tapa na cara de quem já foi vítima", afirmou Everaldo.

"Infelizmente, como a maioria das pessoas da minha geração, fui criado em meio a uma cultura machista forte e, a cada dia, me policio pra não propagar muitos valores errados que recebi na infância", adicionou ele.

O caso

O receiver do New England Patriots, Antonio Brown, foi acusado de estuprar sua ex-treinadora, segundo processo movido em setembro, na Flórida. O documento diz que o atleta — em três momentos diferentes, dois em junho de 2017 e um em maio do ano seguinte — agrediu sexualmente Britney Taylor, 28 anos, uma ginasta que ele conheceu na Central Michigan University e que depois a contratou como treinadora.

"Sr. Brown nega toda e qualquer alegação no processo", disse um comunicado de Darren Heitner, advogado que representa o jogador. "Ele buscará todos os recursos legais para não apenas limpar seu nome, mas também para proteger outros atletas profissionais contra falsas acusações". Brown foi afastado dos Patriots e chegou a dizer que não atuaria mais na NFL.

Veja o pedido de desculpas de Everaldo:

Futebol Americano