PUBLICIDADE
Topo

Futebol Americano

Time da NFL ajudará família de técnico morto ao salvar alunos em atentado

Pessoas de luto em vigília pelas vítimas do tiroteio na escola Marjory Stoneman Douglas em Parkland, Flórida - Rhona Wise/AFP
Pessoas de luto em vigília pelas vítimas do tiroteio na escola Marjory Stoneman Douglas em Parkland, Flórida Imagem: Rhona Wise/AFP

Do UOL, em São Paulo

17/02/2018 19h38

A comissão técnica do Miami Dolphins e um grupo de funcionários da franquia da NFL doou US$ 17,5 mil (R$ 56,6 mil) à família de Aaron Feis, assistente técnico do time de futebol americano do Marjory Stoneman Douglas High  School, colégio da Flórida (EUA) que foi alvo de um atentado a tiros na última quinta-feira (15).

Feis morreu durante o ataque ao proteger um grupo de alunos contra o disparo. A atitude o transformou em símbolo do massacre, que vitimou 17 pessoas e foi praticado por um ex-aluno da escola.

Chris Hixon, diretor esportivo do colégio, também morreu durante o atentado. "Esses dois heróis deram a vida por nossas crianças", exaltou Robert W. Runcie, superintendente da instituição de ensino.

Os Dolphins também anunciaram uma doação de US$ 100 mil (R$ 323 mil) à GoFundMe, fundação que está auxiliando sobreviventes e familiares de vítimas fatais do ataque.

Futebol Americano