PUBLICIDADE
Topo

Usain Bolt comemora domínio jamaicano no atletismo feminino

Usain Bolt faz seu famoso gesto em sua despedida no Mundial de Atletismo - Phil Noble/Reuters
Usain Bolt faz seu famoso gesto em sua despedida no Mundial de Atletismo Imagem: Phil Noble/Reuters

Colaboraçao para o UOL, em São Paulo

31/07/2021 14h02

Com o título de homem mais rápido do mundo, Usain Bolt revolucionou o atletismo e se consagrou como um dos maiores atletas do mundo, colocando a Jamaica em outro patamar, e é o que as atletas do país também estão fazendo. Hoje, a prova de 100 metros rasos feminina teve como pódio três atletas da ilha do Caribe, e o astro não poderia deixar em branco.

"1,2,3,", contou ele. "Varremos todos", finalizou.

Além de se consagrar como o país do homem mais rápido do mundo, a Jamaica vem se consolidando ao longo dos anos como berço da mulher mais rápida do mundo também, e em Tóquio não poderia ser diferente. Elaine Thompson, campeã nas Olimpíadas de 2016 no Rio de Janeiro, repetiu o feito e se superou, batendo o recorde olímpico, que existia desde 1988.

Antes dela, Shelly-Ann Fraser-Pryce já havia ganhado duas medalhas olímpicas (em Pequim e Londres) e chegou perto de se igualar a Bolt hoje, que é tricampeão, perdendo a prova no fim com a arrancada incrível de Thompson.