PUBLICIDADE
Topo

COI autoriza medalhistas olímpicos a tirarem foto sem máscara

Daniel Cargnin recebe a medalha de bronze no judô nos Jogos Olímpicos de Tóquio - REUTERS/Sergio Perez
Daniel Cargnin recebe a medalha de bronze no judô nos Jogos Olímpicos de Tóquio Imagem: REUTERS/Sergio Perez

Colaboração para o UOL, em São Paulo

26/07/2021 04h00

Quem tem acompanhado as disputas nos Jogos Olímpicos de Tóquio deve ter percebido algo um pouco diferente nas cerimônias de premiação desde ontem (25). O Comitê Olímpico Internacional (COI) autorizou os medalhistas a retirarem as máscaras para as fotos no pódio das Olimpíadas. Por causa da pandemia de covid, o protocolo sanitário inicial determinava que os atletas ficassem com a proteção no rosto durante toda a cerimônia. Mas isso mudou.

Por ser "um momento único na carreira esportiva dos atletas", o COI flexibilizou a regra. Durante as fotos no pódio, os esportistas poderão ficar com o rosto livre por 30 segundos e, assim, ter um registro deste momento com o rosto aparecendo. Esses segundos sem máscara serão após o hino nacional do medalhista de ouro.

"O protocolo da cerimônia de vitória foi adaptado para permitir que os atletas tenham uma foto para a imprensa que capte seus rostos e suas emoções durante um momento único em sua carreira esportiva, bem como para celebrar as conquistas de todos os medalhistas juntos", disse o COI em um comunicado.

Apesar da liberação, os medalhistas devem manter o distanciamento dos outros competidores durante a cerimônia. Para as fotos em grupo, no entanto, as máscaras devem ser recolocadas.

A preocupação com infecções de atletas ainda é grande em Tóquio. Até o momento, 133 casos diretamente relacionados aos Jogos Olímpicos foram confirmados.