PUBLICIDADE
Topo

Flavia Saraiva sofre lesão, desiste, mas conquista vaga na final da trave

Flávia Saraiva chora e é consolada por treinador após machucar o tornozelo na parte final de sua apresentação no solo - Lindsey Wasson/Reuters
Flávia Saraiva chora e é consolada por treinador após machucar o tornozelo na parte final de sua apresentação no solo Imagem: Lindsey Wasson/Reuters

Demétrio Vecchioli

Colunista do UOL, em Tóquio

25/07/2021 09h21

Uma das representantes do Brasil na ginástica feminina das Olimpíadas de Tóquio, Flávia Saraiva passou por um grande susto durante a qualificatória, neste domingo (25). Após uma consistente exibição na trave, a brasileira sentiu o tornozelo direito na apresentação seguinte, no solo. Ela desistiu de competir nos dois aparelhos seguintes (salto e assimétricas), mas mesmo assim vai disputar uma final olímpica. O resultado da trave foi suficiente e Flavinha entrará na briga por medalhas no dia 3 de agosto, às 5h (de Brasília).

Flavinha sofreu com a lesão na sua última passada do solo. Deixou o local de competição mancando, e imediatamente passou por atendimento médico. Com o problema, precisou decidir se continuaria na competição, correndo o risco de piorar o tornozelo, ou encerrar sua participação ali, abrindo mão de tentar uma vaga na final do individual geral (em que contam as notas de todos os aparelhos).

"Ah, eu dei uma forçada no tornozelo no meio da série do solo e acabei me prejudicando um pouco no final. E aí eu tive que tomar uma grande decisão, né? Esperar para ver se eu pegava a final da trave ou entrar para tentar a final individual geral. Foi uma decisão sábia que a minha equipe conseguiu tomar, por que eu não queria desistir, eu queria ir até o final", disse em entrevista ao Sportv.

No fim, a aposta da equipe técnica se mostrou acertada e Flávia disputará a final da trave em sua segunda participação em Olimpíadas. Ela ficou com a 8ª vaga, com a nota 13.966. Há cinco anos, na Rio-2016, a brasileira ficou em 5º lugar no aparelho, um dos mais traiçoeiros da ginástica. Tanto que a foi a única final em que a estrela Simone Biles não conquistou o ouro - ela ficou com o bronze.

Flávia também revelou que já estava com problemas no tornozelo antes mesmo da apresentação no solo. "Esse tornozelo foi o que eu já tinha machucado dois meses atrás. Eu tentei correr atrás de todo o tempo perdido, e hoje no meio da série de solo eu senti ele ficando mole, frouxo. A gente foi buscando opções e eu consegui pegar a final de trave. Agora é tentar recuperar o tornozelo."