PUBLICIDADE
Topo

Com prata no skate, Globo toca Charlie Brown; narrador vê desmarginalização

Kelvin Hoefler em treino no skate street antes da estreia em Tóquio-2020 - Ezra Shaw/Getty Images
Kelvin Hoefler em treino no skate street antes da estreia em Tóquio-2020 Imagem: Ezra Shaw/Getty Images

Colaboração para o UOL, em São Paulo

25/07/2021 02h23

A prata de Kelvin Hoefler causou comoção nas redes sociais, na transmissão esportiva e em toda a repercussão dos Jogos Olímpicos de Tóquio. No início do "Manhã Olímpica", programa apresentado por Alex Escobar, a trilha escolhida foi "Tamo aí na atividade", música de Charlie Brown Jr.

Depois disso, Bob Burnquist, que estava como comentarista, exaltou o quanto a conquista agrega para a história do skate no Brasil.

"Incrível o momento do skate e o momento do Brasil, são anos de trabalho. É indescritível, a gente não esperava isso tão cedo, e o Kelvin abre desta maneira, é um orgulho para a gente. Muita coisa muda, o que os brasileiros estão fazendo vai mudar tudo", disse ele.

Ao fim da transmissão no "SporTV", o narrador Sergio Arenillas disse que a prata conquistada pelo primeiro vencedor brasileiro nas Olimpíadas ajudará na "desmarginalização" do skate.

"É a garotada puxando o ritmo. Kelvin foi gigante. O Brasil é medalha de prata no skate street. Para ajudar a desmarginalizar de qualquer forma o skate. Tanta gente vendo como vagabundo, como quem não tinha futuro. Agora, você, Kelvin, é o medalhista olímpico. Está no alto do esporte para sempre", pontuou.

Após a prata no masculino, as brasileiras Pâmela Rosa, Rayssa Leal e Letícia Bufoni entram em ação nesta segunda, a partir de 20h (horário de Brasília), pelo feminino.