PUBLICIDADE
Topo

Futebol Feminino abre Olimpíadas com protestos contra o racismo

Colaboração para o UOL

21/07/2021 13h31

No primeiro dia de disputas nas Olimpíadas de Tóquio, a disputa no futebol feminino foi marcado por muitos protestos contra o racismo.

As jogadoras das seleções da Grã-Bretanha, Chile, Estados Unidos, Suécia e Nova Zelândia ajoelharam-se antes do início de suas partidas, gesto que se popularizou principalmente após a morte de George Floyd, em 2020.

Após a flexibilização do Comitê Olímpico Internacional (COI), atendendo um apelo da Comissão de Atletas, manifestações políticas não serão passíveis de punição, desde que não aconteçam no pódio ou durante os eventos. Também não é permitida qualquer ação que tenha uma pessoa, país ou organização como evidente alvo.