PUBLICIDADE
Topo

MMA


MMA

Justiça dos EUA impede novamente a realização de evento do UFC em Nova York

Alex Trautwig/Getty Images
Imagem: Alex Trautwig/Getty Images

Do UOL, em São Paulo

25/01/2016 19h36

O UFC já se preparava para realizar evento em Nova York, em abril de 2016, mas terá de repensar seus planos mais uma vez. Nesta segunda-feira (25), o juiz federal Kimba Wood julgou improcedente pedido da Zuffa, empresa controladora da organização de MMA, que pedia votação para legalização do esporte no estado norte-americano.

A informação é do site Fightland

Em ação de setembro de 2015, a Zuffa alegou ser inconstitucional a proibição do MMA em Nova York, uma vez que é considerado legal nos outros 49 estados do país. Segundo a franquia, a lei é ultrapassada, nebulosa para o público entender, e permitiu aos reguladores de NY decidirem, arbitrariamente, quais eventos irão ou não acontecer.   

Wood, contudo, alegou que a Justiça Federal não tem o poder de superar a legislação de nenhum estado antes que os tribunais locais promovam julgamentos sobre qualquer questão.

Em agosto, o UFC já havia protocolado uma apelação na Corte de Apelações dos Estados Unidos argumentando que a proibição do MMA profissional em Nova York viola os direitos da Primeira Emenda de atletas e fãs por todo o estado.

A confiança do Ultimate de que conseguiria a liberação do MMA no estado mais populoso dos EUA era tanta que a organização anunciou evento para o dia 23 de abril de 2016, no Madison Square Garden, a casa do New York Knicks, da NBA. O sonho terá de ser congelado mais uma vez. 

MMA