PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Após confusão com faca na Copinha, Mauro Cezar defende o fim da torcida única: 'Só faz mal'

23/01/2022 11h49


O jornalista Mauro Cezar criticou a manutenção da torcida única nos estádios paulistas. Na visão do comunicador, a confusão que aconteceu, nesta sexta-feira, na partida entre Palmeiras e São Paulo, pela Copinha, é a prova de que as brigas entre pessoas com a justificativa esportiva não é impedida pela ausência de adversários nas arquibancadas.

+ Veja a tabela de jogos dos estaduais pelo Brasil

- Os adeptos da torcida única não conseguem impedir que um elemento adentre o gramado com una faça, tampouco oferecem segurança ao cidadão que, desavisado, passa por uma treta dessas em algum ponto de cidade. Torcida única só faz mal ao futebol e nada resolve - escreveu Mauro Cezar em seu perfil no Twitter.

Um integrante dos torcedores do São Paulo que estiveram no estádio do Barueri, na sexta, esteve no local com uma faca. Na reta final da partida, vencida por 1 a 0 pelo Palmeiras, uma faca foi arremeçada no gramado enquanto dois homens invadiam o campo para agredir atletas alviverdes.

Apenas tricolores foram liberados para estarem nas arquibancadas do estádio. Desde 2016, clássicos disputados em São Paulo contam com a presenças apenas de uma das torcidas. O último derby antes da determinação, que visa diminuir as confusões, foi Palmeiras 1x0 Corinthians, no Pacaembu.

Futebol