PUBLICIDADE
Topo

Flamengo

Afinal, Gabigol e Pedro podem jogar juntos no Flamengo? Veja os números da dupla

Gabigol e Pedro, atacantes do Flamengo, durante final da Taça Guanabara, contra o Boavista - Alexandre Vidal & Paula Reis / Flamengo
Gabigol e Pedro, atacantes do Flamengo, durante final da Taça Guanabara, contra o Boavista Imagem: Alexandre Vidal & Paula Reis / Flamengo

16/01/2021 07h00

A discussão já é antiga, tendo início com a chegada do centroavante vindo da Fiorentina (ITA) ao Ninho do Urubu, em janeiro de 2019. Passados 12 meses e muitos gols, o questionamento ainda persiste. Afinal, Gabigol e Pedro podem formar um ataque eficiente? Por mais que os atacantes envolvidos e os três técnicos que comandaram o Fla neste período digam que sim, o fato é que os artilheiros rubro-negros tiveram poucas chances lado a lado. Como titulares desde o início, foram apenas quatro partidas. Já com um ou outro saindo do banco foram mais 16. Ou seja, 20 de 60 jogos que o clube fez na temporada.

As rodadas recentes, nas quais Rogério Ceni deixou Gabigol entre os reservas e subutilizou o camisa 9, o técnico até foi questionado sobre a possibilidade de escalar os dois atletas, mas afirmou que, por ora, não teve tempo de treinar esta formação. Quem mais escalou a dupla de atacantes como titulares foi Jorge Jesus, em três oportunidades. Já Dome Torrent fez essa opção uma vez.

Abaixo, o LANCE!, traz detalhes de como a dupla foi utilizado pelo Flamengo ao longo da atual temporada, a qual o título do Brasileirão segue em disputa e, por conta da pausa pela pandemia do novo coronavírus, terminará em fevereiro.

Nas 20 partidas citadas acima, Pedro e Gabigol estiveram em campo juntos por 585 minutos. Neste período, o camisa 9 marcou 10 gols com a companhia do centroavante de característica menos móvel que, por sua vez, balançou as redes adversárias em cinco oportunidades tendo a parceria do veloz Gabriel.

Pedro, com 21 gols, e Gabigol, com 20, são os artilheiros do Flamengo na atual temporada, acompanhados de perto por Bruno Henrique, que tem 18 gols.

O que diz o técnico Rogério Ceni?

Ao ser apresentado no Ninho do Urubu, Rogério Ceni, obviamente, foi questionado sobre a possibilidade de atuar com os atacantes junto. Assim como seus antecessores, afirmou que sim, mas também ressaltou que, por conta da qualidade do elenco rubro-negro, alguém bom teria que ficar de fora.

"Gabigol e Pedro podem jogar juntos, sem dúvida nenhuma. Os bons podem ficar juntos, desde que cumpram funções. Aqui tem muitos bons. Alguns precisam ficar fora", disse Ceni em sua chegada ao clube, em 10 de novembro.

Ao longo dos dois meses de trabalho, contudo, ficou claro que a preferência do treinador é pela dupla de ataque formada por Bruno Henrique e Gabigol. Os dois foram os principais nomes do Flamengo na mágica temporada de 2019, e contam com a confiança de Rogério Ceni. No último Fla-Flu, quando deixou o camisa 9 no banco, dando oportunidade a Pedro entre os titulares, o técnico falou sobre a disputa e as possibilidades que o grupo lhe oferece no ataque.

Sobre utilizar Pedro e Gabigol juntos — o que ainda não aconteceu com Rogério Ceni —, o técnico disse que ainda não houve tempo para treinar esta formação.

"O Pedro foi contratado também, é um grande jogador e já vinha sendo titular do Flamengo. O Gabriel tem total condição, quando penso na minha equipe é ele e Bruno Henrique na frente, mas pelo que o jogo oferecia, com uma defesa, colocamos o Gustavo Henrique, que tem um melhor jogo aéreo, o Pedro, para ser uma referência. Contra o Fluminense, eles (Gabigol e Bruno Henrique) estiveram distantes. Hoje optamos por essa formação", afirmou Rogério Ceni, após o Fla-Flu em que Gabigol ficou no banco, antes de seguir:

"O Pedro foi contratado por um valor expressivo, tem qualidades para ser titular do Flamengo, o que não diminui em nada a importância do Gabriel. Ainda não treinamos ainda o suficiente para jogar com os dois desde o início, para jogar 60, 70 minutos, acho que seria um risco", completou o técnico.

Os jogos que Gabigol e Pedro atuaram como titulares

Carioca, 22 de fevereiro de 2020 - 94' juntos

Boavista 1x2 Flamengo

Gabriel Barbosa fez um gol

Recopa Sul-Americana, 26 de fevereiro de 2020 - 25' juntos

Flamengo 3x0 Independiente Del Valle

Pedro saiu aos 25' do 1ºT

Gabriel Barbosa fez um gol

Carioca, 12 de junho de 2020 - 84' juntos

Fluminense 1x2 Flamengo

Pedro fez um gol e saiu aos 38' do 2ºT

Libertadores, 30 de setembro de 2020 - 45' juntos

Flamengo 4x0 Independiente Del Valle

Gabriel Barbosa saiu aos 45' do 1ºT

Pedro fez um gol

Flamengo