PUBLICIDADE
Topo

Médico do Fla rechaça política e diz estar servindo população em reunião

Rodolfo Landim, presidente do Flamengo, esteve com Bolsonaro para discussão sobre volta do futebol - Reprodução Instagram
Rodolfo Landim, presidente do Flamengo, esteve com Bolsonaro para discussão sobre volta do futebol Imagem: Reprodução Instagram

21/05/2020 14h32

Em uma "live" realizada nesta quarta-feira (21), Márcio Tannure, chefe do departamento médico do Flamengo, explicou a sua ida para uma reunião em Brasília com o Presidente Jair Bolsonaro, ao lado dos mandatários do Rubro Negro, Rodolfo Landim, e do Vasco, Alexandre Campello, na qual participaram também membros do governo.

"Eu, como médico, com a posição que tenho, situações institucionais onde brigo pelo esporte, pela saúde, independentemente de quem seja, de quem esteja lá, é uma das minhas obrigações e as pessoas confundem isso. Para mim é uma honra, independentemente, de quem seja, eu ser convidado por um presidente para que eu possa apresentar estratégias que a gente vem fazendo, de melhorias para a volta do esporte com segurança. Eu tenho que me sentir orgulhoso disso. Independentemente de quem seja. Estou trabalhando pelo esporte", afirmou ele, que seguiu:

"Eu não estou fazendo política. Qualquer outro presidente que lá estivesse e me convidasse, eu iria. Isso é uma situação apolítica. Estou brigando pelo esporte, pelo retorno, pela saúde, pela manutenção da saúde. Infelizmente, muitas pessoas confundem isso. O mundo hoje está dessa maneira. Politizado e polarizado. Se não tivesse, talvez já tivéssemos saído dessa situação, infelizmente. Temos que nos unir para sair dessa".

A transmissão foi realizada na página de Daniel Rosa e tinha como tema "Estratégias para Perfomance". A fala de Tannure se deu após Rosa dizer que estava desativando os comentários da "live", pois estavam "fazendo briga política, uns a favor e outros contra Bolsonaro.

A reunião entre Tannure, Landim, Campello e Jair Bolsonaro ocorreu nesta quarta-feira (20), em Brasília, e teve como assunto a retomada das atividades relacionadas ao futebol. Assim como o Flamengo, o Governo Federal é a favor da ideia. A Prefeitura e o Governo do Rio de Janeiro, por outro lado, se posicionam contra e não autorizam o retorno dos treinos no Estado. Apesar disso, o elenco profissional rubro-negro seguiu a programação no Ninho.

Flamengo