PUBLICIDADE
Topo

Após 'maratona de eventos', gramado do Allianz se aproxima do ideal

Allianz Parque no duelo Palmeiras x Mirassol, o primeiro jogo do novo gramado sintético - Divulgação/SE Palmeiras
Allianz Parque no duelo Palmeiras x Mirassol, o primeiro jogo do novo gramado sintético Imagem: Divulgação/SE Palmeiras

20/02/2020 13h04

Classificação e Jogos

Desde a quarta-feira passada, quando o Palmeiras fez o primeiro treino do ano no Allianz Parque, o gramado sintético tem recebido uma "maratona de eventos". Além dos trabalhos do time principal, as equipes de base têm feito atividades na arena, também para melhorar do campo, que já se encontra perto do ideal.

Nos primeiros trabalhos, ainda havia areia e os termoplásticos (a "borracha" que preenche o campo) soltos. A compactação já melhorou bastante desde o jogo contra o Mirassol - nesta quinta, o Verdão volta à arena para enfrentar o Guarani, às 21h30, pela sétima rodada do Campeonato Paulista.

"No jogo de domingo a gente percebeu que atendeu bastante ao que o (Vanderlei) Luxemburgo queria, ele mesmo falou que o gramado estava bem regular, sem alteração e ajudou muito a buscar a virada no placar. Em linhas gerais, o campo está em uma condição bem bacana, não é aquilo que precisa melhorar muito, está quase no ponto de chegar em 100%. Diria que já está em 90%, 95%", disse Alessandro Oliveira, presidente da Soccer Grass, fornecedora do novo campo.

O último treino antes de enfrentar o Bugre ocorreu na arena, aberto ao público. Se antes havia a necessidade de realizar seguidos eventos para compactar o piso, esta já não é mais uma obrigação.

"O pessoal agora está jogando mais porque está gostando, não é que tenha mais tanta necessidade. Acho legal, porque a grama quanto mais usar, melhor fica", acrescentou.

Os torcedores questionam frequentemente se as emendas de costura das placas do gramado vão permanecer marcadas. Alessandro reforça que aos poucos estas faixas vão sumir, à medida que os jogos e treinos forem acontecendo.

"A marca vai sumindo, mas em um campo desse a emenda demora um pouco para acomodar. Isto porque não é como grama convencional de society, ela é tecida e por isso vai um tempo mais lento. Ela é diferente para ter uma drenagem mais forte. A base da grama é 100% drenante, diferente do society. Para acontecer como nas chuvas recentes e não tinha uma gota. Por ter esta base demora um pouco mais ", acrescentou.

Gramado da Academia perto de ser entregue

Ainda que tenha começado mais cedo a reforma, o gramado da Academia de Futebol deve ficar pronto no fim da primeira quinzena de março. O processo demorou mais no CT, pois houve a necessidade de trabalhar mais no piso abaixo do campo, com mais lama do que no Allianz Parque.

"Estamos finalizando o sistema de contrapeso e drenagem. Em mais uma semana devemos finalizar para colocar o gramado. O cronograma depende do tempo, as chuvas podem atrapalhar, mas a previsão é de que entre 10 e 15 de março esteja liberado para treinos", completou.

Palmeiras