PUBLICIDADE
Topo

Futebol


São Paulo aumenta seu volume ofensivo mas diminui a eficiência

18/02/2020 11h32

As atuações do São Paulo em 2020 estão longe de poderem ser consideradas desastrosas. O time de Fernando Diniz é o que mais finaliza no Campeonato Paulista, o que mais gera oportunidades através de troca de passes e o que mais faz cruzamentos na área adversária. O seu aproveitamento ofensivo, no entanto, não vem acompanhando o volume de oportunidades.

No Paulistão, já são 116 finalizações em apenas seis jogos, segundo dados do Footstats. Porém, somente seis gols marcados. Isso significa que a equipe precisa concluir 19,3 vezes para estufar as redes em uma oportunidade. Essa é a segunda pior marca da competição, superando apenas o Água Santa, que anotou um tento a cada 23,6 tentativas - tem apenas 3 gols no campeonato.

Em 2019, esse baixo aproveitamento já foi um dos problemas do time. Em toda a temporada, o Tricolor marcou apenas 56 gols em 60 partidas, recorde negativo na história do clube - pior média. No Brasileiro, o rendimento foi um pouco melhor, com 39 bolas na rede em 38 rodadas. Na ocasião, teve uma média de um tento a cada 12,3 arremates. Foi apenas a 13ª melhor marca da disputa, ainda assim, muito superior ao que vem tendo em 2020.

O volume ofensivo do time de Fernando Diniz melhorou. A equipe que antes concluía 12,7 vezes por jogo - média no Brasileiro -, agora chega a 19,3. A precisão, porém, diminuiu em igual proporção.

SÃO PAULO NO BRASILEIRÃO 2019

481 finalizações

185 certas

296 erradas

38,5% de acerto

39 gols marcados

Média de 1 gol a cada 12,3 tentativas

SÃO PAULO NO PAULISTÃO 2020

116 finalizações

45 certas

71 erradas

38,8% de acerto

6 gols marcados

Média de 1 gol a cada 19,3 tentativas?

Futebol