PUBLICIDADE
Topo

Thiago Santos se despede: "Levo o Palmeiras para sempre comigo"

Marcello Zambrana/AGIF
Imagem: Marcello Zambrana/AGIF

12/01/2020 21h56

Depois de praticamente cinco temporadas no Palmeiras, Thiago Santos irá jogar em 2020 no FC Dallas, dos Estados Unidos. Identificado com o time alviverde, o volante se mostra ansioso com a nova oportunidade.

"A expectativa é grande, ouvi boas referências de lá, e estou motivado para essa nova experiência. Vou procurar aprender bastante e ouvir os ensinamentos de todo mundo", afirmou Thiago, que ainda mantém contato com amigos do clube.

"Levo o Palmeiras para sempre comigo, fiz muitos amigos por lá, participei da conquista de grandes títulos, trabalhei com grandes profissionais e fui muito feliz", completou.

Bicampeão brasileiro pelo Palmeiras, Thiago fez 180 partidas pelo clube e marcou seis vezes. O estafe do jogador de 30 anos de idade explicou a escolha de se transferir para a MLS.

"A MLS foi fundada em 1994, e está em um mercado em desenvolvimento do futebol. Seguindo como exemplo as demais ligas esportivas americanas a entidade é muito profissional e respeitada mundialmente. No geral, os valores de contratos são menores do que os negociados em mercados europeus e asiáticos, mas o perfil de jogador tem mudado. Além dos superstars, a MLS busca atletas jovens e outros como o Thiago para serem os alicerces da equipes", explicou o empresário de Thiago, Daniel Paiva.

"O campeonato tem um número de jogos bem menor do que o Brasil por exemplo, o que prolonga a vida dos atletas. E outro diferencial é viver em um dos países mais seguro do mundo, com alta qualidade de vida, além da possibilidade de adquirir a residência no país pelo Green Card após um tempo de carreira no país", completou.

Thiago foi vendido ao FC Dallas por US$ 1 milhão (R$ 4,2 milhões). O agente do volante explicou como ocorreu o negócio na época.

"Toda a negociação foi conduzida pelo diretor André Zanotta (do Dallas, irmão do vice-presidente do Palmeiras Alexandre Zanotta) e por mim. Já nos conhecemos há muitos anos e acho que isso foi importante. Foi uma negociação difícil, que durou aproximadamente 45 dias, pois o Thiago tinha um contrato já negociado com o Palmeiras e era importante atender as expectativas de todas as partes envolvidas. A participação do Helcio Alisk, um dos agentes do atleta foi muito importante, pois tivemos que desenhar toda a estrutura financeira para eles, pois aqui nos EUA os valores são sempre brutos, diferente da maioria dos mercados, pois os impostos variam por estado e por pessoa", encerrou.

Palmeiras