PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Santos consegue desconto de mais de R$ 50 milhões após acordos; veja detalhes

redacao@gazetaesportiva.com (Redação)

03/08/2021 08h00

O presidente Andres Rueda apresentou o fluxo de caixa do Santos em reunião virtual do Conselho Deliberativo na última segunda-feira, na Vila Belmiro.

E dentro deste ato de transparência, Rueda mostrou como estão as principais dívidas do Peixe. Os acordos renderam desconto de mais de R$ 50 milhões no total.

"Das 10 principais pendências financeiras, totaliza-se R$ 313 milhões. Com os acordos, conseguimos um desconto de 51 milhões de reais. Sobraram 246 mi. Com R$ 115 milhões já pagos neste período, sobram R$ 131 milhões. Falta só o Barcelona", disse Andres Rueda.

Veja abaixo os acordos do Peixe:

Felipe Aguilar, Atlético Nacional - R$ 5,263 milhões (quitados);

Luan Peres, Brugge (BEL) - dívida foi de 5 milhões de euros para 2,8 milhões de euros (R$ 17,2 milhões) - já quitados;

Soteldo, Huachipato (CHI) - R$ 31 milhões quitados (faltam duas parcelas de R$ 100 mil);

Cueva, Krasnodar (RUS) - R$ 34 milhões parcelados semestralmente. Primeira quantia de 1 milhão de dólares (R$ 5 mi) paga na semana passada;

Dívidas tributárias: R$ 66,2 milhões no total, desconto de R$ 16 milhões e cerca de R$ 50 mi restantes, em 145 parcelas. R$ 700 mil reais já pagos; Dívidas trabalhistas: R$ 32 milhões no total, desconto de R$ 5 milhões. Parcelamento de R$ 27 milhões e R$ 6,3 milhões já pagos. Custo mensal de cerca de R$ 1,4 mi;

Doyen: cerca de R$ 50 milhões. Dos R$ 15 mi bloqueados, o Santos ficou com R$ 7 milhões e pagou a primeira parcela de Cueva ao Krasnodar. R$ 30 milhões já foram pagos e há parcelas semestrais de R$ 5 milhões a serem quitadas com 15% da venda de qualquer jogador nos próximos anos até chegar ao valor acordado;

Pendência com o Barcelona

O Santos tem uma dívida já executada de 3 milhões de euros (R$ 18,6 mi) por não respeitar a prioridade do clube espanhol por Gabriel Barbosa, hoje no Flamengo. Na venda de Neymar, o Peixe cedeu a preferência e não notificou os catalães antes da negociação com a Internazionale em 2016.

Andres Rueda e Walter Schalka, membro do Comitê de Gestão, conversam com o Barcelona desde o início do ano, mas não chegaram a acordo ainda. O ex-jogador Deco foi anunciado para ajudar nas tratativas.

O Barcelona devia 4,5 milhões de euros (R$ 28 mi) ao Santos por não realizar o amistoso combinado na venda de Neymar. O Peixe, porém, perdeu o prazo para judicializar o caso.

Com o amistoso "caducado", o Santos não teve a chance de trocar uma dívida pela outra. E agora precisa pagar ao Barça para não ser alvo novamente da Fifa.

Futebol