PUBLICIDADE
Topo

Futebol

William Thomas recebe convite do Santos, mas decide continuar no Athletico-PR

redacao@gazetaesportiva.com (Redação)

13/05/2021 18h43

William Thomas recebeu um convite para voltar ao departamento de futebol do Santos, mas decidiu continuar como gerente executivo de futebol no Athletico-PR.

William esteve por um ano no Peixe. A princípio, chegou como diretor técnico de futebol. Após a saída de Paulo Autuori, foi efetivado como superintendente. Em agosto de 2020, optou por sair do Alvinegro por não concordar com decisões do então presidente José Carlos Peres e de demais membros da diretoria, como a demissão de Jesualdo Ferreira. Três semanas depois, foi convidado para retornar ao Furacão.

"Cheguei ao Santos Futebol Clube em agosto de 2019. E hoje, pouco mais de um ano depois, me despeço. Decidi deixar o clube por incompatibilidade de ideias do que acredito ser correto nos projetos de futebol, mas mantenho grande sentimento de orgulho por ter feito parte de sua enorme história. Tenho muita confiança que, se mantido, o projeto de reestruturação iniciado meses atrás recolocará o Santos em seu tradicional caminho de vitórias e conquistas em um breve futuro, de forma perene e sustentável", disse William Thomas, à época.

William optou por sair, mas deixou diversos processos executados, em andamento ou já projetados no Santos. Essa boa impressão fez com que o presidente Andres Rueda tentasse "repatriá-lo" nos últimos dias.

De acordo com a apuração da Gazeta Esportiva, William Thomas balançou e ficou perto de aceitar, porém, decidiu permanecer no Athletico. A proposta salarial no Santos era maior e seu contrato em Curitiba não tem multa, mas o projeto do Furacão pesou para a escolha.

William esteve no CAP entre 2013 e 2018, com participação ativa na formatação de um modelo utilizado pelo clube até hoje. Antes de chegar ao Santos, ele fez uma MBA da La Liga, em Madrid (ESP), e prestou consultoria para o Atlético Nacional, da Colômbia.

O clube paranaense tem projetos audaciosos de capacitação e chegada de profissionais do exterior, além da ideia de se tornar uma S.A (Sociedade Anônima) em breve.

Sem acerto com William Thomas, o Santos segue à procura de um executivo. Confiante pelo "sim" do gerente do Athletico-PR, o presidente Rueda afirmou no último domingo que a chegada de um profissional estava "encaminhada".

Futebol