PUBLICIDADE
Topo

São Paulo

Crespo diz que esquema com três zagueiros no São Paulo não será regra

Hernán Crespo na estreia como técnico do São Paulo - Marcello Zambrana/AGIF
Hernán Crespo na estreia como técnico do São Paulo Imagem: Marcello Zambrana/AGIF

redacao@gazetaesportiva.com (Redação)

01/03/2021 07h00

Recém-contratado, o técnico Hernán Crespo vai aos poucos tentando introduzir a sua filosofia de jogo no São Paulo. No último domingo (28), no empate de 1 a 1 com o Botafogo-SP, pelo Campeonato Paulista, o comandante optou por formar o seu sistema defensivo com três zagueiros (Arboleda, Bruno Alves e Léo). No entanto, o argentino destacou que isso não será uma regra.

Em entrevista coletiva, o treinador afirmou que, dependendo do adversário, ele também pode montar o Tricolor com uma linha de quatro homens defensivos, mas ressaltou que isso não altera a ideia principal de ser o grande protagonista dos embates.

"Nós optamos por três zagueiros hoje, mas podemos usar uma linha de quatro, porque as partidas não são iguais, nem os adversários. Mas, para poder jogar com uma linha de três ou quatro, necessita de tempo e trabalho. Então, vamos buscar nos adaptar às necessidade da partida, mas o que não vai mudar é a proposta de sermos protagonistas", disse.

Crespo explicou que o esquema com três zagueiros ajudaria a dar amplitude a partida diante do Botafogo-SP. "A ideia é usar toda a amplitude do campo, sobretudo quando nós somos o time mais ofensivo e o rival joga todo atrás. Tínhamos uma necessidade de abrir o jogo, de jogar bem abertos e tratar de encontrar Reinaldo e Igor Vinícius. Depois, com a situação de partida, tive que mudar e colocar gente nova para seguir tentando", comentou.

São Paulo