PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Ganhador de 4 prêmios, Claudinho relembra saída do Santos: "Má gestão"

O meia do Red Bull Bragantino Claudinho recebe a Bola de Prata de melhor do Brasileirão - André Porto
O meia do Red Bull Bragantino Claudinho recebe a Bola de Prata de melhor do Brasileirão Imagem: André Porto

redacao@gazetaesportiva.com (Redação)

26/02/2021 14h24

Destaque do Campeonato Brasileiro, Claudinho comentou sobre a saída do Santos em 2015. O meia-atacante foi liberado pelo Peixe e partiu para o Corinthians.

O jogador do Red Bull Bragantino relembrou a história ao receber quatro prêmios no "Bola de Prata", da ESPN: melhor jogador, melhor meia, revelação e artilheiro.

"Eu entrei no Santos com cinco anos de idade, fiquei até os 18. Meu primeiro contrato profissional estava acabando. Acho que foi uma má gestão de quem me agenciava, também da diretoria do Santos. Acabei indo para o Corinthians. Ali só tenho a agradecer. Não joguei muito, mas aprendi muito. Subi em 2015 e em 2016 comecei a ser emprestado. Os empréstimos valeram de experiência, não tiro nada como negativo, pelo contrário. Se eu estou vivendo o que estou vivendo no Bragantino é graças a tudo o que eu passei", disse Claudinho.

"No Santos, quando o meu contrato estava acabando, chegou um diretor novo. Ele não tinha muito tempo de casa, não me conhecia muito. Se não me engano o nome dele era Ronaldo (Lima). Mas aconteceu, acho que teve que acontecer", comentou.

Claudinho tem 24 anos e seu contrato no Bragantino vale até dezembro de 2024.

Futebol