Tite não esconde abatimento e admite expectativa por título do Flamengo

Tite definiu com decepção o sentimento após a derrota do Flamengo para o Atlético-MG. O time se complicou na briga por título do Brasileirão e o treinador admitiu que criou expectativas pelo título.

Queimado, carne queimada, dói. Também criei expectativa, sou ser humano, na medida que vai evoluindo a equipe, tendo resultados. Fico chateado, sim. É do jogo. Tem parcela importante sim do trabalho. Cada um tem a sua parcial. O técnico tem na derrota também. Futebol tem que ter essa sensatez. Ter a serenidade para responder. Muito sentido.

Tite

Veja outras respostas

Torcida

"Não pensei que a atmosfera com o Flamengo fosse com tamanha energia. Quando vê a equipe perdendo e a arquibancada... os atletas se dedicaram até o final. Não teve loucura, expulsão. Deixaram tudo dentro do campo. Tiveram intensidade, buscaram de alguma forma. Teve cruzamentos, faltou infiltração, faltou amplitude. Começamos a apressar mais porque era um jogo de decisão. Me senti orgulhoso em estar técnico do Flamengo e sentir o torcedor cantando com tamanho orgulho pela equipe. De alguma forma olhava e falava: "que orgulho estar técnico com tamanho apoio incondicional". Teve reclamações, ninguém gosta de perder, contextualizem a resposta. Claro que está chateado, triste, bravo com técnico e atleta. Mas quando consegue mostrar a paixão que tem pelo clube é grande."

Jogo

"O Atlético fez um grande jogo. Nós estivemos abaixo. Enquanto técnico abri e estabeleci a descompactação com as substituições para ter o resultado e definir uma possibilidade real de título. O técnico teve contribuição em relação à ofensividade, maior exposição, mas em cima de um contexto. tivemos antes a chance de abrir o placar, mas eles foram efetivos.

O que faltou

Continua após a publicidade

"Tem que analisar diversos momentos no jogo. Tivemos oportunidade de sair na frente. Eles fizeram, nós não. A margem é pequena no futebol, tem duas grandes equipes, soube jogar no contra-ataque com grande atuação individual e coletiva."

Substituições

"Foi Wesley na amplitude do lado, o Bruno para ser jogador de área com o Pedro, igual fizemos contra o Red Bull. Éverton aberto do outro lado e dois jogadores de articulação, com Arrascaeta e Gerson. Depois o Gerson para trás para ter outro jogador de criação com o Everton Ribeiro."

Thiago Maia

"Não foi problema do Thiago, foi circunstância do jogo. Tem um jogo mais aberto porque precisa criar mais e fazer gols. O técnico tentou aumentar o poderio ofensivo e criativo, mesmo deixando o contra-ataque. Tem jogadores de qualidade. Precisava ser ofensivo e criativo pelas circunstâncias do jogo."

Varela

Continua após a publicidade

"Nenhum técnico do mundo consegue satisfazer três jogadores numa posição. Não foi planejamento errado, o Wesley cresceu de maneira assustadora. Os três são grandes jogadores, mas não tem espaço para todos. Não imaginávamos que o Wesley fosse um jogador com esse nível e evolução que teve."

Próximos jogos

"Consciência da vitória do adversário, que teve méritos e consistência. Consciência que pode produzir mais no aspecto técnico e individual e efetividade para transformar oportunidades em gols. Temos um jogo importante nesse aspecto."

Canal do Flamengo no WhatsApp

Quer saber tudo o que rola com o Flamengo sem precisar se mexer? Conheça e siga o novo canal do UOL dedicado ao time no WhatsApp.

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes