PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Mano diz que classificação do Inter era obrigação e celebra time organizado

Mano Menezes elogiou a organização do Inter na vitória contra o 9 de Octubre - Thiago Ribeiro/AGIF
Mano Menezes elogiou a organização do Inter na vitória contra o 9 de Octubre Imagem: Thiago Ribeiro/AGIF

Marinho Saldanha

Do UOL, em Porto Alegre

25/05/2022 00h28

Classificação e Jogos

Mano Menezes, após a goleada por 5 a 1 do Inter sobre o 9 de Octubre, disse que a classificação às oitavas de final da Sul-Americana era obrigação. Com o estágio atingido, o técnico aproveitou para elogiar a organização do time.

"Estamos felizes com esta noite e a classificação. Era nossa obrigação passar pela fase de grupos. Mas tivemos que fazer 10 dos últimos 12 pontos para conquistar isso, o que mostra o crescimento da equipe na competição. E isso tem muito a ver com a proposta de organização do time", começou o treinador.

"Todos têm vontade, mas isso só não basta. Precisa mais. Eu prometi para os jogadores que daria a eles um time organizado para que o talento individual de um e outro pudesse fazer a diferença. Tenho certeza que temos muitos talentos individuais. Mas um coletivo bem organizado é o nosso caminho. Podemos nos tornar um time mais forte a partir dessa organização e é isso que estamos fazendo no primeiro momento. Temos que evoluir, mas resultados como este ajudam na confiança, e com isso todos crescem", completou.

A goleada se construiu depois de um primeiro tempo tenso. O Inter saiu na frente, mas levou o gol de empate logo em seguida. Sob algumas vaias, foi para os vestiários, mas na etapa final tranquilizou o ambiente e confirmou a goleada.

"No primeiro tempo tivemos resquícios do que já passou, fantasmas do passado. Quando não se vai tão bem ou o resultado não está, vem uma vaia, uma ansiedade que senti na equipe e no torcedor. E nos desorganizamos. Começamos a fazer o que não era correto. O intervalo foi só para isso, para colocarmos no lugar, definir o que estava solto. Retomamos, iniciamos a fazer o jogo que queríamos e o resultado veio. Nos tornamos melhores, e isso nos deixa felizes. Agora, já tendo uma vitória, podemos acrescentar à nossa invencibilidade", sorriu o técnico.

Mano está prestes a completar 10 jogos pelo Inter e não perdeu um jogo sequer no reservado vermelho. O próximo adversário na Sul-Americana será conhecido em sorteio a ser realizado na próxima sexta-feira (27).

"Um clube que já ganhou Libertadores, Sul-Americana, Mundial, quando passa da fase de grupos, tira o peso do fracasso. Porque se não passa é fracasso. E agora é tudo igual. É 50 a 50, dois jogos, um lá, um cá, quem tiver mais farinha no saco passa. São jogos estratégicos, de 180 minutos, e tem que saber jogar. Fora de casa é duríssimo, e temos que fazer aqui ser duríssimo [para o adversário] também. O torcedor precisa estar do nosso lado e entender que teremos jogos em que não estaremos tão bem e que ali precisaremos ainda mais deles", opinou.

Antes, o Inter se dedicará ao Brasileirão e na segunda-feira (30) encara o Atlético-GO.

Internacional