PUBLICIDADE
Topo

Palmeiras

Como Palmeiras construiu dinastia em fases de grupos da Liberta desde 2017

Rony, do Palmeiras, comemora seu gol durante partida contra o Deportivo Táchira na Libertadores - Marcello Zambrana/AGIF
Rony, do Palmeiras, comemora seu gol durante partida contra o Deportivo Táchira na Libertadores Imagem: Marcello Zambrana/AGIF

Gabriel dos Santos

Colaboração para o UOL, em São Paulo

25/05/2022 04h00

Classificação e Jogos

Os recordes batidos pelo Palmeiras na Libertadores, após a goleada por 4 a 1 sobre o Deportivo Táchira-VEN, na noite de ontem (24), no Allianz Parque, dão sequência a uma hegemonia alviverde construída em fases de grupos do torneio desde 2017.

Com o triunfo sobre os venezuelanos, o Verdão tornou-se o dono da melhor campanha (100% de aproveitamento, com 22 de saldo) e do melhor ataque (25 gols marcados) da história nesta etapa da competição continental.

Atual bicampeão da Libertadores, o Palmeiras tem números impressionantes em fases de grupos nas últimas seis temporadas. Veja abaixo:

2017: 13 pontos, 13 gols marcados e nove sofridos;
2018: 16 pontos, 14 gols marcados e três sofridos;
2019: 15 pontos, 13 gols marcados e um sofrido;
2020: 16 pontos, 17 gols marcados e dois sofridos;
2021: 15 pontos, 20 gols marcados e sete sofridos;
2022: 18 pontos, 25 gols marcados e três sofridos.

Neste período, o Palmeiras sempre terminou a fase de grupos na primeira colocação em seu grupo, conquistou 93 dos 108 pontos disputados, aproveitamento de 86,1%, divididos em 30 vitórias, três empates e três derrotas. Além disso, o Verdão marcou 102 gols e sofreu apenas 25.

Na entrevista coletiva após a partida de ontem, o técnico Abel Ferreira comentou os recordes, mas admitiu que neste ano sua equipe é muito superior aos outros clubes do grupo: Deportivo Táchira, Emelec-EQU e Independiente Petrolero-BOL.

"Nós vivemos de títulos. Números são consequências. Temos um objetivo muito claro, muito definido e é para isso que trabalhamos. Esses dados são consequências de tudo que fazemos. Em nenhum jogo dissemos que precisamos bater recordes. A única coisa que peço é que cada um que entre em campo dê o melhor de si", disse o comandante português.

Gustavo Scarpa, que marcou três gols diante do Táchira, também exaltou o momento vencedor do Palmeiras e avisou que quer mais taças.

"Uma fase boa em que a gente tem feito a nossa parte. Não acontece por acaso. Apesar dos títulos, a equipe não se acomodou em nenhum momento. Vamos em busca de mais títulos", concluiu o meia.

Agora, o Palmeiras aguarda o sorteio, que acontece na próxima sexta (27), para saber quem enfrenta nas oitavas de final. O clube brasileiro garantiu, também, a liderança geral da Libertadores, o que dá a vantagem de decidir os jogos de mata-mata sempre no Allianz Parque.

O Verdão volta a campo no domingo (29), às 16h (de Brasília), quando visita o Santos, na Vila Belmiro, pela oitava rodada do Campeonato Brasileiro.

Veja sobre o tema e notícias do futebol no UOL News Esporte:

Palmeiras