PUBLICIDADE
Topo

Brasil terá 1ª mulher na arbitragem em Copas: saiba quem é Neuza Back

A brasileira Neuza Back foi nomeada como ábitra assistente da Copa do Mundo de 2022, no Qatar - MB Media/Getty
A brasileira Neuza Back foi nomeada como ábitra assistente da Copa do Mundo de 2022, no Qatar Imagem: MB Media/Getty

Do UOL, em São Paulo

19/05/2022 09h35

Classificação e Jogos

A Copa do Mundo de 2022, no Qatar, terá mulheres na arbitragem pela primeira vez na história da competição. Entre as profissionais, a árbitra assistente Neuza Back foi nomeada pela Fifa como a primeira representante brasileira no torneio.

"Estamos muito felizes que, com Stéphanie Frappart, da França, Salima Mukansanga, de Ruanda, e Yoshimi Yamashita, do Japão, assim como as árbitras assistentes Neuza Back, do Brasil, Karen Díaz Medina, do México, e Kathryn Nesbitt, dos EUA, conseguimos chamar árbitras mulheres pela primeira vez na história de uma Copa do Mundo", disse Pierluigi Collina, presidente do Comitê de Arbitragem da Fifa.

Ao todo, serão três árbitras e três assistentes na Copa do Mundo deste ano em um total de 129 profissionais - 36 árbitros, 69 assistentes e 24 de vídeo. Junto de Neuza, o Brasil estará representado no torneio pelos árbitros Raphael Claus e Wilton Sampaio, além dos auxiliares Bruno Boschilia, Bruno Pires, Danilo Simon e Rodrigo Figueiredo.

"Enfatizamos que é a qualidade que conta para nós e não o gênero. Espero que, no futuro, a seleção de árbitras femininas de elite para importantes competições masculinas seja percebida como algo normal, e não mais algo sensacional. Elas merecem estar na Copa do Mundo porque constantemente atuam em um nível muito alto, e esse é o fator importante para nós", finalizou o presidente de Arbitragem da entidade máxima do futebol.

Quem é Neuza Back

Neuza Back também foi escolhida anteriormente para integrar a equipe de arbitragem nos Jogos Olímpicos de Tóquio e no Mundial da Fifa de 2020. No torneio internacional, que terminou com o título do Bayern de Munique, ela foi escalada como bandeirinha reserva. Em ambas as competições, ela teve a companhia da árbitra Edina Alves.

Além disso, a auxiliar já marcou presença na Copa do Mundo Feminina de 2019 e em grandes duelos nacionais, como na primeira partida da final do Paulistão de 2020 entre Corinthians e Palmeiras.

Natural de Santa Catarina, Neuza Back se mudou junto da paranaense Edina Alves para Jundiaí, no estado São Paulo, para ter mais oportunidades na carreira. Em 2020, ela foi alvo de um comentário machista do ídolo botafoguense Jairzinho enquanto atuava na partida da Copa do Brasil entre Botafogo e Vasco.

A Federação Paulista de Futebol (FPF), entidade com a qual a auxiliar é ligada, emitiu uma nota em defesa de Back e a classificou como "uma das principais profissionais em atividade no país."

A Fifa acertou ao escolher os árbitros Raphael Claus e Wilton Pereira Sampaio para a Copa do Mundo?

Resultado parcial

Total de 535 votos
17,01%
24,49%
57,20%
1,31%
Total de 535 votos