PUBLICIDADE
Topo

Futebol

FPF diz que comentário machista de Jairzinho é deprimente e causa repulsa

Jairzinho durante participação na Botafogo TV; comentário machista gerou resposta da Federação Paulista de Futebol - Reprodução
Jairzinho durante participação na Botafogo TV; comentário machista gerou resposta da Federação Paulista de Futebol Imagem: Reprodução

Do UOL, em São Paulo

24/09/2020 14h08

Classificação e Jogos

A FPF (Federação Paulista de Futebol) divulgou uma nota em defesa da auxiliar Neuza Ines Back dizendo que o comentário machista do ex-jogador Jairzinho é deprimente e causa repulsa.

Ontem, o ídolo botafoguense participou da transmissão da BotafogoTV do jogo entre o time alvinegro e o Vasco pela Copa do Brasil. Em determinado momento, Jairzinho disse que a assistente, que é ligada à federação paulista, deveria "lavar roupa" por, em sua avaliação, ter errado na marcação de um impedimento.

"Causa imediata repulsa e indignação os comentários machistas do ex-atacante Jairzinho captados durante transmissão de Vasco x Botafogo, nesta quarta (23), pela Copa do Brasil, em que ofende a árbitra-assistente da FPF e mundialista Neuza Back, uma das principais profissionais em atividade no país", diz a nota.

"A Federação Paulista de Futebol repudia este retrógrado e deprimente comentário, expressão direta de discurso machista e misógino, sobretudo vindo de um ícone da vitoriosa geração brasileira de 1970", completou.

A fala de Jairzinho ocorreu aos 34 minutos do segundo tempo, quando Neuza apontou um impedimento no ataque da equipe de Paulo Autuori. Lopes Maravilha, então, falou que "essa dona Neuza está dando maior dor de cabeça".

Jairzinho completou: "Está dando mesmo, está dando mesmo... Vai lavar uma roupa, pô. Pelo amor de Deus! Essa Federação Carioca de Futebol, pelo amor de Deus. Pô, bota para lavar roupa".

O empate sem gols classificou o Botafogo às oitavas de final da competição, uma vez que havia vencido o primeiro duelo por 1 a 0.

Futebol