PUBLICIDADE
Topo

Corinthians

Ausência de Fagner obriga VP a modificar sistema tático do Corinthians

Fagner, do Corinthians, em ação contra o Deportivo Cali, pela Libertadores - Staff images /CONMEBOL
Fagner, do Corinthians, em ação contra o Deportivo Cali, pela Libertadores Imagem: Staff images /CONMEBOL

Yago Rudá

Do UOL, em São Paulo

16/05/2022 13h58

Classificação e Jogos

O Corinthians enfrenta amanhã (17), às 21h30 (de Brasília), o Boca Juniors sem a presença de Fagner em campo. O atleta segue com dores no tornozelo direito e não foi liberado pelo departamento médico para a viagem a Buenos Aires. Com a ausência do camisa 23 e sem um lateral-direito disponível no banco de reservas, o técnico Vítor Pereira será obrigado a modificar o sistema tático da equipe ou improvisar alguém na posição.

A tendência é de que o Corinthians entre em campo escalado em um esquema com três zagueiros, formação utilizada pela comissão técnica nas vitórias contra Fortaleza, pelo Brasileirão, e Portuguesa-RJ, pela Copa do Brasil. No desenho tático 3-4-3, a função ofensiva de Fagner seria ocupada por um ala aberto — posição que pode ser ocupada por atacantes de beirada de campo, como Adson, Gustavo Mosquito e até mesmo Gustavo Mantuan.

Atualmente, o elenco do Timão conta com outros dois laterais-direitos, porém ambos impossibilitados de enfrentarem o Boca Juniors. O português Rafael Ramos está em Buenos Aires, porém não está inscrito na Copa Libertadores, e João Pedro permaneceu em São Paulo em tratamento de dores musculares no músculo posterior da coxa direita.

Neste cenário, caso Vítor Pereira opte por manter uma linha defensiva com quatro jogadores, alguém precisa ser improvisado na lateral. O zagueiro João Victor já realizou a função em algumas oportunidades, porém na última, na semifinal do Paulistão, contra o São Paulo, não foi bem na função.

Outra possibilidade seria deslocar Du Queiroz para a lateral. Durante a formação na base do Corinthians, o volante atuou na posição e, ao ser promovido ao elenco profissional, chegou a atuar por lá sob o comando de Sylvinho. O problema, no entanto, é que o atleta é o homem de confiança de Vítor Pereira no meio de campo e uma improvisação seria improvável, ainda mais na Bombonera e em um jogo tão importante.

Ainda nesta tarde, o elenco corintiano realiza a última sessão de treinamento antes da partida diante do Boca Juniors, oportunidade na qual a comissão técnica ajustará os últimos detalhes para o duelo e decidirá qual a melhor formação para a equipe.

Enquanto isso, Fagner segue no Brasil em tratamento intensivo com o departamento médico. Segundo apurou o UOL Esporte, o lateral deve estar apto para o clássico de domingo (22), contra o São Paulo, na Neo Química Arena, pelo Campeonato Brasileiro.

Corinthians