PUBLICIDADE
Topo

Futebol

OPINIÃO

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interpretação de fatos e dados.

Quem é melhor: Gabigol ou Luizão? Colunistas do UOL opinam

Gabigol e Luizão - Montagem/UOL
Gabigol e Luizão Imagem: Montagem/UOL

Colaboração para o UOL, em Santos (SP)

29/04/2022 11h39

Classificação e Jogos

Destaque do Flamengo na vitória de ontem (28) por 3 a 2 sobre a Universidad Católica, com dois gols, Gabigol se isolou como segundo brasileiro com mais gols na história da competição, com 26 —três a menos que o líder Luizão. Na saída de campo, ele aproveitou para provocar o ex-atacante, que se disse melhor do que Gabriel Barbosa em entrevista recente.

"O Gabigol é um grande jogador, mas eu sou melhor do que ele. É só ver os números, o que eu ganhei, é jogar com 22 pontos na cara, jogar com infiltração na sola do pé. Eu o acho um grande jogador, poderia ser muito melhor. Se ele for menos marrento, ser mais tranquilo e se dedicar", disse Luizão em entrevista à Jovem Pan, referindo-se ao torneio de 2000, quando defendia o Corinthians.

"Eu não sou contra, ele tem que fazer mais e vai me passar como o jogador com mais gols na Libertadores. Alguém vai passar, é um grande jogador, agora quero ver fazer 15 numa Libertadores", complementou.

Bem-humorado, Gabigol respondeu Luizão após os dois gols no Chile: "Feliz por quebrar mais um recorde, espero passar o Luizão. Vai ter que falar de mim de novo (risos). Espero que a gente continue assim, fazendo gols e com a vitória".

Mas e aí: quem é melhor: Gabigol ou Luizão? Entramos na polêmica e convocamos os colunistas do UOL Esporte para responder sobre o embate. Confira:

Comparação difícil entre dois centroavantes muito matadores. Sob pressão, eu escolheria o atacante flamenguista, pelos gols que já fez com apenas 25 anos -- no que pese o insucesso internacional --, a identificação com o clube, a precisão nos pênaltis. Gabigol deve se tornar ainda nessa temporada o maior artilheiro brasileiro na Libertadores, um feito notável. Aceitaria no meu clube com gosto qualquer um dos dois em seu auge.
ALICIA KLEIN

Com o Gabigol de 2021, não o de 2019, o Palmeiras de 1996 teria terminado o Paulista com 204 gols, não 102.
ANDRÉ ROCHA

Luizão tem uma carreira mais vitoriosa, mas ainda pode ser alcançado por Gabigol, que está longe de encerrar a carreira. Os dois são excelentes atacantes, mas nos times de hoje, com a dinâmica do futebol atual, Luizão seria banco de Gabigol.
DANILO LAVIERI

Gabigol é mais talentoso, Luizão era mais voluntarioso. Gabigol é menos confiável, Luizão não deixava o time na mão. Gabigol não foi bem fora do país nem vai bem na Seleção. Luizão é campeão mundial pela Seleção. No auge de ambos, no par ou ímpar, escolheria Luizão.
JUCA KFOURI

Gabigol é melhor. E está ainda construindo sua história. Luizão também foi muito bom. Sua presença na Copa 2002 causou críticas sem cabimento.
MENON

Luizão dá de 10 a 0 em Gabigol. Jogasse hoje, o "Sapo" seria titular absoluto da seleção brasileira, que tanto busca um camisa 9.
MILTON NEVES

Disputa dura. Não cravo quem é melhor, mas Luizão me agrada mais. Gosto da sua combinação de técnica, garra e oportunismo na área.
PERRONE

Luizão foi melhor que Gabigol. Numa época bem mais competitiva do futebol brasileiro, ganhou títulos por praticamente todos os times pelos quais passou (inclusive 2 Libertadores por clubes diferentes: Vasco e São Paulo). Além disso, tem um Mundial Interclubes (pelo Corinthians) e uma Copa do Mundo (2002, ainda que na reserva). Gabriel precisa melhorar bastante para se igualar a ele.
RENATO MAURÍCIO PRADO

Comparação interessante. São dois centroavantes sem tanta técnica, como Ronaldo, Romário, Careca, mas fazedores de gols. Luizão conseguia se impor mais na força física, no cabeceio e lutava mais em campo. Foi muito bem no Palmeiras, Vasco e Corinthians. Gabigol tem uma movimentação melhor, precisão nos pênaltis, acho até que finaliza melhor de fora da área. Escolha difícil, mas fico com Gabigol.
RODOLFO RODRIGUES

O Luizão foi um grande artilheiro, venceu e foi artilheiro onde passou e fez parte do elenco pentacampeão mundial em 2002, mas o Gabigol, fracasso internacional à parte, é craque e o maior ídolo do Flamengo pós-Zico e é mais jogador. Equilíbrio e empate só na marra.
VITOR GUEDES

Futebol