PUBLICIDADE
Topo

Fluminense

Título faz de reforços xodós no Fluminense, que se prepara para despedidas

Germán Cano, atacante do Fluminense, caiu nas graças da torcida - Mailson Santana / Fluminense FC
Germán Cano, atacante do Fluminense, caiu nas graças da torcida Imagem: Mailson Santana / Fluminense FC

Do UOL, no Rio de Janeiro (RJ)

04/04/2022 04h00

A conquista do Campeonato Carioca recompensou a ida do Fluminense ao mercado da bola no início da temporada e ajudou reforços recém-chegados a criar identificação com o clube. Por outro lado, ao que tudo indica, foi o último ato de nomes importantes no elenco, e diretoria e comissão técnica podem ter de fazer mudanças em breve.

Jogadores como o goleiro Fábio, o volante Felipe Melo e o atacante Willian Bigode confirmaram a liderança que se esperava deles, e celebraram o troféu, recebendo o carinho dos torcedores.

Autor de três gols na final, Cano caiu de vez nas graças das arquibancadas e, na comemoração do título, chegou até mesmo a cantar música da arquibancada que zoa a torcida do Vasco, seu ex-clube.

Uma prova dessa rápida ligação foram, por exemplo, óculos criados pela torcida em que, nas lentes, trazia as mensagens de "ruf ruf" e "faz o L". O primeiro, uma onomatopeia em referência a um latido de pitbull, se deve ao apelido de Felipe Melo e pode ser ouvido a cada corte que o volante faz. O segundo é referência à comemoração do atacante argentino, que já virou mania nas Laranjeiras.

Nomes que chegaram às Laranjeiras para 2022, os quatro se tornaram importantes no título que tirou o Fluminense de uma fila de quase uma década. Ontem, o grupo se reuniu para comemorar o título e mostrou a união que o técnico Abel Braga já havia citado em oportunidades anteriores.

Goleiro Fábio, do Fluminense, celebra título do Campeonato Carioca - Mailson Santana / Fluminense FC - Mailson Santana / Fluminense FC
Imagem: Mailson Santana / Fluminense FC

Enquanto isso, Luiz Henrique e Fred já falaram em tom de despedida. Cria da base, o jovem atacante foi negociado com o Betis, da Espanha, e o adeus deve acontecer em julho. No mesmo mês, termina o contrato do camisa 9, um dos grandes ídolos da história do Tricolor. Apesar da vontade da comissão técnica e da diretoria em estender o vínculo, a tendência, hoje, é que ele, realmente, pare de jogar no meio do ano.

Ao mesmo tempo, Abel, que enalteceu a força do grupo, viu uma equipe que mostrou evolução nos jogos da final e criou dúvidas em relação à equipe.

Outrora escala em uma escopo sem um meia de criação e com três atacantes, para os confrontos com o Flamengo o treinador optou por uma esquema com Ganso, Arias e Cano. Após o duelo do último sábado, fez elogios e avaliou como um dos melhores primeiros tempos do ano.

Arquibancada entre celebração e protesto

Apesar da conquista do título, parte da torcida não escondeu a insatisfação com o presidente Mario Bittencourt e interrompeu a celebração para proferir alguns xingamentos ao mandatário.

A relação estremeceu após a revelação da venda de Luiz Henrique, e ganhou novos capítulos após a eliminação precoce na Libertadores — Bittencourt acabou encurralado durante o desembarque da delegação no Rio de Janeiro.

Fluminense