PUBLICIDADE
Topo

Vasco

Cano encabeça 'barca' do Vasco que já tem oito jogadores; veja os nomes

Germán Cano e Andrey (ao fundo): dois dos tripulantes da "barca" vascaína que irá zarpar - Rafael Ribeiro / Vasco
Germán Cano e Andrey (ao fundo): dois dos tripulantes da "barca" vascaína que irá zarpar Imagem: Rafael Ribeiro / Vasco

Bruno Braz

Do UOL, no Rio de Janeiro

07/12/2021 04h00

Em tom de agradecimento, o Vasco anunciou ontem (6) que, em comum acordo, encerrou as negociações para a renovação de contrato com Germán Cano. Deste modo, o argentino passa a encabeçar uma "barca" cruz-maltina que já possui um total de oito jogadores.

O atacante, sem dúvidas, é o nome mais badalado, mas a maioria dos outros sete também são conhecidos do grande público. Entre os que não ficam para a próxima temporada está, por exemplo, o lateral Zeca, revelado pelo Santos e campeão olímpico com a seleção brasileira em 2016.

Os volantes Michel (campeão da Libertadores com o Grêmio), Andrey (revelado pelo Vasco) e o experiente Romulo também se destacam. Completam a lista os zagueiros Ernando e Walber, e o atacante Léo Jabá.

Michel, por exemplo, já chegou em São Januário com problemas de lesão, algo que o acompanhou em praticamente toda a sua passagem, o que o fez disputar apenas sete partidas com a camisa cruz-maltina.

O zagueiro Walber foi indicado pelo ex-técnico Lisca, mas nem chegou a trabalhar com o treinador, que se desligou do clube pouco depois. Foram apenas oito jogos do defensor.

Outro que conviveu com lesões foi Ernando, contratado no início de 2021. Foram 27 partidas, a maioria no primeiro semestre. A última vez que atuou pelo clube foi em 13 de agosto.

Campeão da Copa do Brasil de 2011 pelo Vasco, Romulo nem de longe lembrou o jogador dez anos atrás. Foram 21 jogos em seu retorno.

Já Zeca foi o terceiro atleta que mais atuou na temporada, com 46 partidas, ficando atrás apenas de Gabriel Pec (52) e Germán Cano (50). Outro que também mais vezes a campo foi Léo Jabá, com 38. A dupla, porém, nunca empolgou os torcedores e ficou marcada pela irregularidade e algumas falhas. Jabá retornará ao PAOK, da Grécia.

Andrey: a promessa que não rendeu lucro

Volante Andrey virou uma peça-chave do Vasco na equipe do técnico Ramon Menezes - Rafael Ribeiro / Vasco - Rafael Ribeiro / Vasco
Volante Andrey deixa o Vasco após 17 anos de clube: jogador tem sondagens
Imagem: Rafael Ribeiro / Vasco

No Vasco desde os 6 anos, Andrey sempre foi considerado uma promessa das divisões de base do clube. Com passagens por seleções brasileiras de categorias inferiores, o volante de 23 anos conviveu com altos e baixos como profissional e passou por alguns momentos conturbados, como até mesmo uma ameaça de morte na porta de sua residência, algo que também contribuiu para que se chegasse a uma não renovação em comum acordo.

Deste modo, Andrey deixará o Cruz-Maltino livre de contrato e sem gerar um lucro imediato, situação que por muito tempo era inesperada para o clube. Agora, o volante só poderá dar retorno financeiro futuramente através do mecanismo de solidariedade da Fifa.

O Internacional já demonstrou interesse em sua contratação, além de clubes da Europa. Veículos da Grécia, por exemplo, noticiam que o Olympiacos é um dos interessados. Andrey sai do Vasco com 156 partidas como profissional e 11 gols.

Cano: dívida foi o principal empecilho

Vasco publicou um agradecimento ao atacante argentino Germán Cano em seu site oficial - Divulgação / Vasco - Divulgação / Vasco
Vasco publicou um agradecimento ao atacante argentino Germán Cano em seu site oficial
Imagem: Divulgação / Vasco

O Vasco tinha o desejo, inicialmente, na renovação com Germán Cano. O clube, porém, possui dívida de mais de R$ 3 milhões com o atacante, algo que se tornou o principal empecilho para o não prolongamento do vínculo.

O valor é referente à variação cambial que ocorreu ao longo do tempo, uma vez que o argentino recebe em dólar. O Ceará e outros clubes do país já fizeram sondagens ao jogador, que prioriza continuar no futebol brasileiro.

Tanto o Vasco quanto Cano publicaram textos de despedida ontem nas redes sociais. Ambos citaram a frase "até logo" em seus respectivos discursos. O argentino deixa o Cruz-Maltino como o segundo maior artilheiro estrangeiro da história do clube.

Barca deverá aumentar

Atacante Morato viajou com a delegação do Vasco para o jogo contra o Tombense pela Copa do Brasil - Rafael Ribeiro / Vasco - Rafael Ribeiro / Vasco
Caso de Morato ainda está sendo avaliado, mas tendência é a de que volte para o Red Bull Bragantino
Imagem: Rafael Ribeiro / Vasco

O Vasco tem mais seis jogadores com o término do contrato agora em dezembro, sendo que dois deles serão renovados automaticamente por motivos específicos: Sarrafiore e Miranda.

O primeiro está emprestado pelo Internacional, e como sofreu grave lesão no joelho que o fez passar por artroscopia, os clubes chegaram ao acordo pelo prolongamento do vínculo enquanto o meia argentino se recupera.

Já o zagueiro Miranda foi suspenso pela Conmebol por doping e seu contrato será renovado pelo período em que ele estiver ausente.

Estão ainda com o vínculo se encerrando o goleiro Vanderlei, o meia Marquinhos Gabriel e os atacante Morato e Daniel Amorim.

Dos quatro, o que a diretoria mais demonstra interesse na renovação é Daniel Amorim. O atacante está emprestado pelo Tombense, e o Vasco já sinalizou com a vontade de estender o empréstimo até o fim de 2022, mas as negociações ainda estão em andamento.

Os casos de Vanderlei e Marquinhos Gabriel estão sendo analisados. Já Morato deverá retornar ao Red Bull Bragantino.

Ressalta-se, porém, que o Vasco ainda está sem um diretor-executivo desde a saída de Alexandre Pássaro. No último sábado (4), o clube anunciou a contratação do técnico Zé Ricardo.

Vasco