PUBLICIDADE
Topo

Flamengo

Rodolfo Landim é reeleito presidente e comanda o Flamengo até 2024

Rodolfo Landim vota em eleição presidencial no Flamengo - Gilvan de Souza/Flamengo
Rodolfo Landim vota em eleição presidencial no Flamengo Imagem: Gilvan de Souza/Flamengo

Leo Burlá

Do UOL, no Rio de Janeiro

04/12/2021 23h24

Em pleito realizado no dia de hoje (4), Rodolfo Landim foi reeleito presidente do Flamengo. O atual mandatário, que encabeçou a Chapa Roxa, seguirá no comando do Rubro-Negro pelos próximos três anos.

Landim confirmou o favoritismo frente aos outros candidatos e superou Marco Aurélio Asseff (Azul), Ricardo Hinrichsen (Branca) e Walter Monteiro (Ouro).

Landim recebeu 1301 votos, contra 284 de Marco Asseff, 283 de Walter Monteiro e 134 de Ricardo Hinrichsen.

Confirmada a "vitória expressiva", Landim pediu a união de todos os rubro-negros em prol do "nosso bem maior", mas prevê uma gestão difícil.

"Foi uma vitória expressiva. É o reconhecimento do esforço de toda uma equipe. Eu acho que serão mais três anos duros, mas o mais importante é que o que a gente sempre propôs, e a união de todos. Terminada a eleição, temos de pensar que somos todos rubro-negros, e temos que trabalhar juntos pelo nosso bem maior, que é o nosso clube", falou Landim.

"Serão anos difíceis, ainda estamos passando por problemas de pandemia. Mas, se chegamos até aqui nessas condições, conquistamos o que a gente conquistou, não tenho dúvidas de que a gente vai conseguir alcançar resultados ainda melhores. Vamos arregaçar as mangas. Tem muito trabalho pela frente", completou.

Durante a campanha de 2018, Landim se mostrava contra a reeleição. Ele até indicou que colocaria o assunto em pauta no Conselho, mas, convencido por seus pares, concorreu novamente em 2021.

A reeleição ocorreu após um triênio de sucesso no futebol. Durante a gestão, o Flamengo foi campeão da Libertadores, bi do Brasileiro, bi da Supercopa do Brasil e tri do Carioca.

Apesar disso, o pleito aconteceu em meio a uma crise na pasta, após o vice na Libertadores e demissão do técnico Renato Gaúcho. A escolha do novo treinador é uma das pautas mais urgentes na gestão que se manteve no poder.

Com o resultado nas urnas, a mira se volta para a reestruturação do departamento de futebol e a contratação do técnico. Alguns nomes estrangeiros estão no radar do clube, que espera acelerar as tratativas a partir de agora.

Na próxima terça-feira (7), o Conselho de Administração do Fla vota o orçamento para 2022. Com expectativa de faturamento na casa de R$ 1 bilhão, o clube começa o ano com as finanças saudáveis, mas com o futebol em debate.

Flamengo