PUBLICIDADE
Topo

Fla ganhou Libertadores-81 com uniforme improvisado após sumiço de bagagem

Autor dos dois gols da final, Zico recebe o troféu de campeão da Copa Libertadores de 1981. Fla jogou com uniforme improvisado - Conmebol/Divulgação
Autor dos dois gols da final, Zico recebe o troféu de campeão da Copa Libertadores de 1981. Fla jogou com uniforme improvisado Imagem: Conmebol/Divulgação

Leo Burlá

Do UOL, no Rio de Janeiro

23/11/2021 04h00

A camisa rubro-negra usada no título do Flamengo na Libertadores de 1981 é objeto de desejo de torcedores, já foi alvo de releituras, mas aquele uniforme eternizado pelo time de Zico em Montevidéu teve de ser arrumado às pressas.

Após perder o jogo de volta em Santiago, o Rubro-Negro partiu para o desempate no Uruguai e teve de correr contra o tempo para descascar um abacaxi. No voo do Chile para o Uruguai, a bagagem com os uniformes foi extraviada, e o clube precisou se movimentar para "vestir" seus jogadores.

Há versões para a solução encontrada, mas a mais corrente é de que um novo lote foi levado por um dirigente rubro-negro até o país vizinho. Ocorre, no entanto, que os uniformes não tinham o logotipo da adidas (antiga e atual fornecedora) e eram utilizados pelos garotos da base do clube. O do goleiro Raul, por exemplo, sequer tinha o escudo "CRF" bordado.

No dia 23 de novembro de 1981, há exatos 40 anos, o Rubro-Negro entrou em campo com uma camisa sem a marca da empresa alemã, mas o "manto sagrado" entrou para a história de toda forma.

Além de não trazer o emblema, o desenho dos números também era completamente diferentes daqueles que estampavam as camisas fornecidas pela multinacional, algo impensável em tempos de acordos milionários envolvendo o fornecimento de material esportivo.

"Lembro que comentaram com a gente e tiveram que recorrer ao uniforme dos juvenis. Mas não fez diferença até onde me lembre, estava tão concentrado no título que nem lembro", disse ao UOL Esporte o ídolo Andrade, um dos craques imortalizados por aquela equipe.

Nos jogos anteriores, o Fla, com seu tradicional conjunto, bateu a equipe chilena no Maracanã. Já na capital do Chile, o time entrou de camisa e calções brancos na batalha do Estádio Nacional.

Para o jogo contra o Palmeiras, os cariocas irão atuar de camisa branca, calção preto e meias brancas. Dessa vez, a chance de improviso é zero.