PUBLICIDADE
Topo

UOL Esporte vê TV

Chay tem nome inspirado em faroeste e viveu 'arrepio' com música da torcida

Chay comemora gol do Botafogo contra o Vasco na Série B - Thiago Ribeiro/AGIF
Chay comemora gol do Botafogo contra o Vasco na Série B Imagem: Thiago Ribeiro/AGIF

22/11/2021 23h35

Em participação, hoje (22), no programa Bem, Amigos, do SporTV, o meio-campista do Botafogo Chay revelou que a origem do seu nome vem de filmes de faroeste, disse que não esperava o sucesso imediato no time carioca e que se arrepiou ao ouvir a torcida cantar o seu nome no Nilton Santos.

"Em relação ao meu nome, foi minha mãe que escolheu. Ela via muito filme de faroeste, se apaixonou pelo nome e batizou assim", contou o meia, que chama Chayene Medeiros Oliveira Santos —em referência aos cheyennes, povo indígena norte-americano frequentemente retratado no gênero cinematográfico.

Chay também lembrou com carinho da paródia feita por torcedores com a música "I Will Survive" em sua homenagem. "Eu curti bastante, foi uma bela homenagem. Fazem umas comparações assim que nem acho que chego perto, mas é um clima bem da resenha que é o futebol (risos). No estádio cantam uma parte: 'Eu vi o Chay'. Me arrepio", detalhou.

Contratado após disputar o Campeonato Carioca pela Portuguesa-RJ, Chay rapidamente encontrou seu espaço no Botafogo, fazendo 30 jogos, com oito gols e oito assistências na Série B do Campeonato Brasileiro.

"É um mix muito grande de emoções. Identificação com o clube, eu tenho desde pequeno, joguei futsal e fut7 pelo Botafogo e aí voltei. Estou vivendo um sonho, poder vestir a camisa de um clube muito grande no futebol brasileiro, estou muito feliz, quero mostrar meu futebol por muito mais tempo com essa camisa do Botafogo", contou.

"Eu não tinha noção que seria desse modo, desde que eu escolhi estar no Botafogo eu queria ajudar. As coisas foram acontecendo naturalmente, a gente começou a vencer e os holofotes passaram a virar para nós, e eu consegui ajudar com gols e assistências. Mas eu não esperava isso, não, conseguir ser tão importante em um acesso de um time grande", completou o meia.

UOL Esporte vê TV