PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Chiellini diz que Cristiano Ronaldo "deveria ter saído antes" da Juventus

Cristiano Ronaldo e Chiellini comemoram gol da Juventus no Campeonato Italiano - Andreas Solaro/AFP
Cristiano Ronaldo e Chiellini comemoram gol da Juventus no Campeonato Italiano Imagem: Andreas Solaro/AFP

Colaboração para o UOL

21/10/2021 11h50

Capitão da Juventus e da seleção italiana, o experiente zagueiro Giorgio Chiellini deu uma declaração polêmica sobre a ida de Cristiano Ronaldo para o Manchester United. Em entrevista ao DAZN, Chiellini afirmou que o craque português deveria ter saído da Juventus mais cedo.

A justificativa foi que a saída repentina pegou o time de surpresa e a Velha Senhora não teve tempo de se preparar para uma perda tão importante como essa. "Ele saiu no dia 28 de agosto. Para nós, teria sido melhor se ele tivesse saído mais cedo, para podermos nos preparar melhor. Acabamos pagando por isso, tivemos um choque e perdemos alguns pontos nas primeiras rodadas. Se ele tivesse saído no dia 1º de agosto, teríamos tido tempo de nos preparar melhor e estaríamos prontos para começar o campeonato da melhor forma", afirmou o zagueiro.

A declaração foi manchete na imprensa europeia, que repercutiu a fala do italiano sobre o ex-camisa 7 da Juventus, agora na Inglaterra. Chiellini elogiou o ex-companheiro, mas afirmou que a Juve está passando por um processo de renovação e focando no futuro. "É claro que se Ronaldo tivesse ficado teríamos mais valor no plantel, mas ele prefere uma equipa que esteja mais focada no presente do que no futuro", declarou.

Cristiano Ronaldo voltou a Manchester em absoluta lua de mel com a torcida: marcou duas vezes na estreia e já decidiu dois jogos de Liga dos Campeões, com gols no final. Contra o Villareal, na segunda rodada do grupo F, CR7 marcou o gol da virada aos 50 do segundo tempo. Ontem, contra o Atalanta, Cristiano sacramentou outra virada do time inglês, desta vez por 3 a 2, marcando de cabeça aos 36 minutos do segundo tempo.

O conhecido poder de decisão do português foi elogiado por Chiellini, que viu um desgaste na relação de Cristiano com a Juventus. "Eu percebo que ele tenha optado por sair, na minha opinião chegamos a um ponto final na relação com a Juventus, em que o Cristiano precisava de novos estímulos e de um time que jogasse para ele, porque quando ele encontra uma equipe assim acaba por ser sempre decisivo, como estamos vendo ao longo deste mês", elogiou Chiellini. "Não me surpreende, porque ele sempre mostrou isso ao longo da sua carreira e também durante os três anos em que esteve conosco", completou.

Após o jogo de ontem, Cristiano se isolou como jogador com mais partidas na história da Liga dos Campeões: 179, superando Casillas. Com 136 gols, é também o maior artilheiro da história da competição europeia.

Futebol