PUBLICIDADE
Topo

Seleção Brasileira

Seleção treina em Manaus com presença do pai de Neymar e escalação definida

Neymar durante treino da seleção brasileira na Arena da Amazônia; próximo jogo é contra o Uruguai - Lucas Figueiredo/CBF
Neymar durante treino da seleção brasileira na Arena da Amazônia; próximo jogo é contra o Uruguai Imagem: Lucas Figueiredo/CBF

Gabriel Carneiro

Do UOL, em Manaus

13/10/2021 20h31

Classificação e Jogos

Tite comandou hoje (13) o último treinamento da seleção brasileira antes da partida contra o Uruguai na quinta-feira, às 21h30 (de Brasília), pela 12ª rodada das Eliminatórias da Copa do Mundo do Qatar. A atividade aconteceu na Arena da Amazônia — local do jogo de quinta-feira — e mostrou a mesma escalação preparada ontem (12), com Raphinha entre os titulares. A novidade foi uma presença inusitada nas arquibancadas: o pai de Neymar.

Neymar da Silva Santos acompanhou todo o treinamento sentado com outros três acompanhantes em um setor do estádio. O filho foi na direção do pai antes de as atividades terem início no campo e também depois do treino, quando ficou cerca de 15 minutos sentado com o grupo conversando. Neymar está no centro de um debate sobre saúde mental que mobilizou a seleção nos últimos dias.

A presença de Neymar pai no ambiente da seleção se dá também antes do primeiro jogo com presença de público pagante que a seleção brasileira fará desde o início da pandemia. Serão cerca de 15 mil pessoas no estádio.

Em campo, o camisa 10 foi escalado como titular. O time foi o seguinte: Éderson; Emerson, Lucas Veríssimo, Thiago Silva e Alex Sandro; Fabinho, Fred e Lucas Paquetá; Raphinha, Neymar e Gabriel Jesus. São cinco novidades em relação ao último jogo, empate em 0 a 0 com a Colômbia fora de casa.

Pai de Neymar na arquibancada da Arena da Amazônia durante treino da seleção brasileira - Gabriel Carneiro/UOL - Gabriel Carneiro/UOL
Pai de Neymar na arquibancada da Arena da Amazônia durante treino da seleção brasileira
Imagem: Gabriel Carneiro/UOL

No treino, Tite fez um trabalho em espaço reduzido, forçando enfrentamentos entre quem, em tese, será titular do lado direito com os que atuam pela esquerda. Saem Alisson, Danilo, Marquinhos, Éder Militão (lesionado) e Gabigol e entram Éderson, Emerson, Lucas Veríssimo, Thiago Silva e Raphinha.

Em entrevista coletiva, o técnico da seleção confirmou que Gabriel Jesus e Neymar serão responsáveis pela última linha de ataque do Brasil, sem confirmar o restante do time. A mudança no ataque do Brasil fará com que Gabigol perca a condição momentânea de titular.

"Eu não vou confirmar equipe, porque confirmando a equipe vou dar armas para o adversário. Está definida a equipe, mas trabalhamos com uma formação diferente. Os atletas sabem quem vai jogar, mas não quero externar de forma pública", disse o treinador.

Como de costume, Tite também trabalhou bolas aéreas ofensivas na Arena. Todo o trabalho teve portões abertos para a imprensa, mas na parte tática foram proibidas filmagens e fotos. O Brasil lidera as Eliminatórias com nove vitórias e um empate em dez jogos.

Seleção Brasileira