PUBLICIDADE
Topo

Grêmio

Grêmio tentou contratar protagonista de goleada do Athletico duas vezes

Marinho Saldanha

Do UOL, em Porto Alegre

27/09/2021 04h00

Os gols do Athletico Paranaense na goleada aplicada no Grêmio, ontem (26), foram dois de Pedro Rocha e dois de Renato Kayser. Mas, ainda que não tenha comparecido no placar, o protagonista do jogo foi Nikão. O meia-atacante de 29 anos distribuiu bons passes, desequilibrou a defesa rival, comandou as ações de sua equipe e ainda acertou a trave. Tudo que o time gaúcho queria dele nas duas oportunidades em que tentou a sua contratação.

Nikão tinha apenas 23 anos quando era obsessão da equipe então comandada por Roger Machado. No fim de 2015, o Grêmio via nele um atleta que poderia significar salto de qualidade previsto para a disputa da Libertadores da temporada anterior. Foi quando o presidente Romildo Bolzan Júnior iniciou uma aproximação ao Furacão para tentar acordo.

Inicialmente, o interesse gremista foi bem recebido. O Athletico parecia disposto a acertar alguns detalhes ainda em debate e negociar o atleta. Até que a possibilidade de saída se tornou pública. Foi quando tudo mudou.

A reação da torcida paranaense à possível saída do jogador fez com que o Rubro-Negro desistisse dos termos e mudasse sua conduta na conversa. O Grêmio entendeu que o vazamento foi fundamental para que o negócio não acontecesse. No início de 2016 tentou uma nova investida, mas não obteve sucesso.

Nikão seguiu sendo apreciado nos corredores da Arena, mas o cenário mudou. Grêmio e Athletico seguiram seus caminhos até o início de 2020, quando novamente o nome do jogador esteve entre os possíveis alvos da direção gaúcha.

Em meio a processo de renovação de contrato, o jogador ouviu sondagens de diversas equipes, entre elas a do Tricolor, mas jamais avançou para completar acordo.

Ontem, dos pés dele saíram as principais jogadas da equipe de Paulo Autuori. Ao todo, são sete gols e oito assistências em 34 jogos nesta temporada.

Grêmio