PUBLICIDADE
Topo

Santos

"Criminosos serão identificados e penalizados", diz Mazzuco sobre Tardelli

André Mazzuco, executivo de futebol do Santos, em coletiva à imprensa - Ivan Storti
André Mazzuco, executivo de futebol do Santos, em coletiva à imprensa Imagem: Ivan Storti

Gabriela Brino

Colaboração para UOL, em Santos

16/09/2021 14h22

Classificação e Jogos

O executivo de futebol do Santos, André Mazzuco comentou sobre as ameaças que o atacante Diego Tardelli sofreu, na madrugada de ontem, logo após a apresentação o zagueiro Emiliano Velázquez, realizada nesta manhã (16), por meio de coletiva à imprensa virtual.

O atacante foi perseguido por um grupo de torcedores depois da eliminação do Santos na Copa do Brasil, na última terça-feira, em derrota por 1 a 0 para o Athletico-PR. Ele teve seu carro depredado e sofreu ameaças. O dirigente condenou o ato e ressaltou que os vândalos serão identificados e penalizados.

"Importante deixar claro que dissociamos totalmente a torcida do Santos desse ato criminoso de bandidos. Não é a torcida do Santos. Não é papel de torcedor em qualquer clube. Papel é comemorar e protestar nos momentos ruins, como esse. Não aceitamos de forma alguma. Colocamos as autoridades para cuidar dessa situação. São criminosos que serão identificados e penalizados. Qualquer emboscada, perseguição, ameaça, depredação... Não toleramos e ninguém deve tolerar. Vivemos hoje a potencialização do ódio na sociedade. Sofremos disso no futebol e em tudo, já que é reflexo da sociedade. É uma doença que precisamos controlar", disse o executivo.

"A rede social é presente na vida de todos, principalmente na nova geração. É muito importante deixar claro que tudo gera consequência. Responsabilidade maior no que falam, escrevem, divulgam. Temos que justificar o que não é verdade o tempo todo. No futebol, sabemos lidar melhor com isso. Talvez estejamos mais preparados para não dar bola, mas temos família e amigos. E todos que acabam lendo. E isso pode não nos atingir diretamente, mas atinge quem está ao nosso redor. Temos muito bons jornalistas, mas cada vez mais precisam ajudar, assim como os influencers. Todos precisam ter cuidado", seguiu o dirigente, que completou:

"Qualquer coisa que se escreve é espalhada. Quem tem dez seguidores pode propagar para mil. Crítica pode ser feita, opinião dada, mas temos que pensar melhor no que falamos. Faço esse discurso aqui para que as pessoas fiquem mais atentas, com mais responsabilidade no que é feito. Não podemos desmentir diariamente a mentira que já se espalhou. Sobre o Tardelli, ele tem total apoio do Santos, é um cara fantástico, ser humano especial. Todo suporte está sendo dado. Que não tenhamos mais casos e, se tivermos, que sejam tratados como crime", acrescentou.

Anunciado como novo reforço do Peixe em agosto, Tardelli passou por processo de recondicionamento físico e estreou apenas neste mês. O jogador afirmou que passou por "cenas de terror" e "tortura". Caso estivesse disposto, poderia negociar uma rescisão contratual amigável com a direção, porém, está treinando normalmente junto do elenco. Ele tem vínculo até 31 de dezembro.

Eliminado da Copa do Brasil, Libertadores e Sul-Americana, resta ao Santos apenas o Campeonato Brasileiro, onde não vive bom momento. O Peixe é o 13º colocado na tabela, com apenas 23 pontos, flertando com a zona de rebaixamento. O próximo compromisso é diante do Ceará, sábado (18), fora de casa, pela 21ª rodada da competição.

Santos