PUBLICIDADE
Topo

Flamengo

Prefeitura do Rio libera público no Maracanã para três jogos do Flamengo

Torcida do Flamengo no jogo contra o Barcelona-EQU, no Maracanã, em 2020 - Alexandre Vidal/Flamengo
Torcida do Flamengo no jogo contra o Barcelona-EQU, no Maracanã, em 2020 Imagem: Alexandre Vidal/Flamengo

Alexandre Araújo e Leo Burlá

Do UOL, no Rio de Janeiro (RJ)

07/09/2021 18h55

A Prefeitura do Rio de Janeiro liberou a presença de público no Maracanã para os duelos com o Grêmio, pela Copa do Brasil e Campeonato Brasileiro, e Barcelona de Guayaquil, pela Libertadores. A capacidade será aumentada gradativamente e a retirada dos ingressos dependerá da apresentação de comprovação da vacina contra covid-19 e teste realizado em até 48 horas antes.

O primeiro jogo contra o Tricolor gaúcho, no próximo dia 15, na Copa do Brasil, poderá receber 24.783 torcedores, cerca de 35% da capacidade total do Maracanã. No segundo duelo com o Grêmio, dia 19, a capacidade aumentará para 40%, enquanto a partida com os equatorianos poderá receber 35.035, aproximadamente 50% do que comporta o estádio.

As partidas são consideradas como "evento-teste". Neste mês, o Rio de Janeiro iniciou um plano de retomada e a presença de público nos estádios está contemplada já nessa primeira fase.

Segundo documento assinado no último dia 6, a retirada do ingresso estará condicionada à apresentação de comprovação de vacinação contra covid-19, cumprindo as regras do Decreto Rio 49.335, de 26 de agosto de 2021, e resultado negativo de teste de antígeno para covid-19 realizado em até 48 horas anteriores à partida, "exclusivamente, por laboratório autorizado pelo clube organizador da partida".

Prefeitura do Rio de Janeiro libera público no Maracanã em três jogos do Flamengo - Reprodução - Reprodução
Imagem: Reprodução
No parecer favorável à presença de público no Maracanã, ressalta-se que está "condicionado à rigorosa observância ao protocolo" apresentado pelo Flamengo, e, dentre os ajustes pedidos, há a indicação de que "todo público presente no estádio do Maracanã, nos dias 15,19 e 22 de setembro, será monitorado pela SMS através do número do CPF pelo prazo de 15 dias".

Não chega a ser um reencontro do Rubro-Negro com a torcida. Nas oitavas de final da Libertadores, contra o Defensa y Justicia, da Argentina, e nas quartas, contra o Olimpia, do Paraguai, o clube mandou os jogos no Mané Garrincha, em Brasília, com público.

Nos bastidores, o embate entre as partes em relação ao tema já durava algum tempo. O Flamengo procurou a Prefeitura do Rio em oportunidades anteriores, mas não obteve sucesso. Em maio, com o apoio da Federação de Futebol do Rio de Janeiro (Ferj), o Fla tentou costurar para que a final do Carioca deste ano pudesse receber torcida. O Fluminense, porém, outro participante da decisão, foi contra e houve um imbróglio nos bastidores — cogitou-se levar a partida para Brasília.

À época, o primeiro jogo teve alguns convidados e a Secretaria Municipal de Saúde do Rio de Janeiro chegou a multar o Maracanã, sob alegação de infração sanitária "gravíssima".

Pouco depois do parecer se tornar público, Marcos Braz, vice-presidente de Futebol do Flamengo, celebrou em uma rede social.

Flamengo