PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Botafogo sobre volta do público aos estádios: 'Desequilíbrio é inaceitável'

Ala de assentos da arquibancada do estádio Nilton Santos, o Engenhão, do Botafogo - Allan Carvalho/NurPhoto via Getty Images
Ala de assentos da arquibancada do estádio Nilton Santos, o Engenhão, do Botafogo Imagem: Allan Carvalho/NurPhoto via Getty Images

Colaboração para o UOL, em São Paulo

19/08/2021 16h43

O Botafogo emitiu um comunicado oficial sobre a volta de público aos estádios na série B do Campeonato Brasileiro. Segundo o clube carioca, a aceitação só acontecerá caso todos os clubes tenham os mesmos direitos neste momento, caso contrário será contra.

"O posicionamento é direto e claro: o Botafogo é contra qualquer tipo de privilégio e exceção que não atenda a totalidade dos clubes. O princípio da isonomia é um pilar fundamental e deveria ser uma premissa inabalável quando se trata de uma competição", dizia parte da nota.

Ainda conforme a nota publicada, o time de General Severiano deixou claro que possíveis 'desigualdades, distorções, benefícios e falta de critério', podem colocar em xeque o modelo e o produto.

"Permitir o desequilíbrio esportivo é inaceitável, além de uma ameaça à segurança jurídica do torneio", enfatizava.

O posicionamento se dá antes da partida entre Cruzeiro e Confiança, no Mineirão, será a primeira do campeonato com a presença de torcedores. Cidades como Brasília e Minas Gerais já autorizaram a abertura parcial dos portões. No Rio de Janeiro ainda não há autorização e São Paulo prevê a liberação a partir de novembro.

Confira a nota na integra:

"O Botafogo de Futebol e Regatas vem a público se manifestar sobre a iminente realização de partida com a presença de torcida no Campeonato Brasileiro Série B.

O posicionamento é direto e claro: o Botafogo é contra qualquer tipo de privilégio e exceção que não atenda a totalidade dos clubes. O princípio da isonomia é um pilar fundamental e que deveria ser uma premissa inabalável quando se trata de uma competição.

Permitir o desequilíbrio esportivo é inaceitável, além de uma ameaça à segurança jurídica do torneio.
Ter que abordar este tema é um retrocesso histórico que nos leva a reflexões sobre o produto futebol brasileiro. Desigualdades, distorções, benefícios especiais e falta de critério colocam em xeque o modelo e o produto, impactando diretamente na performance da indústria do futebol.

O Botafogo está acompanhando com atenção as determinações das autoridades sobre o retorno de público. O Clube defende que ocorra de forma segura e isonômica, atendendo as orientações das autoridades sanitárias e considerando a realidade dos estados e municípios envolvidos na competição, com um denominador comum entre todas as agremiações participantes."

Futebol