PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Mauro Cezar: Apesar da oscilação, SPFC foi melhor nos jogos com o Palmeiras

Do UOL, em São Paulo

05/08/2021 10h57

Classificação e Jogos

Após garantir a classificação às quartas de final da Copa do Brasil ao vencer novamente o Vasco, ontem (4), o São Paulo não terá respiro nos próximos dias. O Tricolor tem pela frente, no sábado (7), o Athletico, em Curitiba, pela 15ª rodada do Brasileirão. Apesar da situação incômoda no Nacional, o técnico Hernán Crespo deve poupar o elenco para o duelo com o Palmeiras, terça-feira (10), pelas quartas da Copa Libertadores.

No UOL News Esporte desta quinta-feira (5), Mauro Cezar Pereira recordou que, mesmo com as inúmeras lesões que assolam o elenco e a oscilação em campeonatos diferentes — está na briga pelo título da Copa do Brasil e da Libertadores, mas ocupa a zona de rebaixamento no Brasileirão —, o Tricolor foi superior em todos os clássicos que realizou contra o Alviverde nesta temporada, incluindo a final do Paulistão.

"O São Paulo vai enfrentar o Palmeiras naquilo que realmente interessa [título da América]. Estas lesões, de fato, parecem ser um problema crônico, com qual o Crespo vai conviver. Ele até falava antes do jogo, me pareceu num tom meio desanimado, que isso não vai mudar. E parece que não vai mudar porque a todo instante alguém se machuca. Mas se pelo menos os principais jogadores tiverem condições já alivia um pouco a barra do técnico argentino", disse.

"Lembrando que o São Paulo, apesar de uma campanha ruim no Brasileiro e em momentos de altos e baixos na temporada, em todos os jogos contra o Palmeiras, na final paulista [Estadual], e agora neste duelo de sábado passado (31/7), cercado de polêmicas de arbitragem, o São Paulo jogou melhor que o Palmeiras. E desta vez o primeiro jogo será no Morumbi e o segundo no Allianz Parque, ou seja, existe aí uma diferença que eu considero importante em relação à decisão do campeonato estadual, quando o São Paulo jogou melhor boa parte no campo do Palmeiras e foi superior praticamente todo o tempo no jogo final, quando assegurou a conquista do título que não era seu desde 2005", finalizou.

Futebol