PUBLICIDADE
Topo

Corinthians

Luan volta a ser preterido, e Sylvinho explica 'sumiço' do meia corintiano

Luan em aquecimento dos reservas do Corinthians na Neo Química Arena - Ettore Chiereguini/AGIF
Luan em aquecimento dos reservas do Corinthians na Neo Química Arena Imagem: Ettore Chiereguini/AGIF

Yago Rudá

Do UOL, em São Paulo

02/08/2021 04h00

Classificação e Jogos

A presença do meia Luan em campo com a camisa do Corinthians se tornou algo raro de algumas semanas para cá. O jogador, principal contratação do Alvinegro para a temporada passada, voltou a perder espaço no elenco e nem mesmo na partida de ontem (1º), quando o Alvinegro perdia por três gols de diferença ainda no primeiro tempo para o Flamengo, foi utilizado. O técnico Sylvinho explicou o status do camisa 7 no elenco.

"O Luan tem treinado muito bem, não tenho absolutamente nada a reclamar dele, tem treinado, se esforçado e se dedicado. No momento em que tiver a oportunidade para ele jogar, é um atleta que está à disposição. É uma questão da montagem do time", afirmou o comandante do Corinthians ao falar sobre o estilo de jogo do meia, que não oferece profundidade no ataque.

Do início do mês de julho até o último fim de semana, o Corinthians entrou em campo em seis oportunidades, todas pelo Campeonato Brasileiro. Sylvinho mandou a campo Luan em três oportunidades, contra Internacional, Fortaleza e Atlético-MG, mas o meia somou apenas 39 minutos em campo, sempre saindo do banco de reservas.

Além disso, o camisa 7 do Corinthians viu nomes menos badalados do elenco ganharem espaço. São os casos de Vitinho, que ontem fez seu primeiro gol como profissional, Adson — titular nos dois últimos jogos do Alvinegro — e até mesmo o chileno Ángelo Araos, que ontem foi o escolhido de Sylvinho para entrar na vaga de Cantillo e tentar organizar o meio de campo da equipe.

O Corinthians acredita ser improvável conseguir vender o meia, outrora o melhor jogador das Américas vestindo a camisa do Grêmio, nesta janela de transferências. Luan está em baixa, recebe poucas oportunidades e não tem nenhum clube interessado em seu futebol. Por isso, a ideia da diretoria é seguir dando respaldo ao jogador para que ele consiga retomar a boa fase e ajudar a equipe ao longo do Campeonato Brasileiro.

Corinthians