PUBLICIDADE
Topo

Flamengo

Diego elogia Flu e diz que Flamengo busca solução na defesa "coletivamente"

Diego, do Flamengo, concedeu coletiva na véspera do primeiro jogo da final do Carioca - Reprodução Twitter Flamengo
Diego, do Flamengo, concedeu coletiva na véspera do primeiro jogo da final do Carioca Imagem: Reprodução Twitter Flamengo

Do UOL, no Rio de Janeiro (RJ)

14/05/2021 14h08

Na véspera do primeiro jogo da final do Campeonato Carioca, entre Fluminense e Flamengo, o meia Diego concedeu uma entrevista coletiva ao lado de Nenê. O camisa 10 rubro-negro admitiu que os recentes clássicos com o rival tricolor têm sido difíceis, mas ressaltou que o Rubro-Negro tem ciência do que deve ser feito para conquistar o resultado positivo.

As equipes se enfrentam amanhã (15), no Maracanã. O jogo da volta será no próximo sábado. Vale ressaltar que, nesta fase da competição, não há vantagem. Segundo o regulamento, "havendo empate em pontos ganhos ao final da segunda partida, será considerada vencedora a associação que obtiver melhor saldo de gols nas duas partidas. Persistindo o empate a decisão dar-se-á pela cobrança de tiros livres diretos da marca do pênalti".

"Os clássicos sempre trazem as suas dificuldades, independentemente do momento que as equipes vivem. O nível de contratação e dedicação é muito alto. De fato, o Fluminense vai de novo nos enfrentar em um jogo decisivo e mostra que estão criando essa dificuldade. Para nós, e para o futebol carioca, isso é excelente. Essa é nossa visão. queremos sempre vencer, respeitando os adversários, mas sabendo que temos nossa responsabilidade e convicção", disse.

Diego, do Flamengo, e Nenê, do Fluminense, em coletiva na véspera do primeiro jogo da final do Carioca - Lucas Merçon / Fluminense F.C. - Lucas Merçon / Fluminense F.C.
Imagem: Lucas Merçon / Fluminense F.C.

Em 2021, o Fluminense venceu os dois duelos que teve com o rival da Gávea. Triunfou por 2 a 1, de virada, no segundo turno do Campeonato Brasileiro, e por 1 a 0 na primeira fase do Carioca, quando os dois clubes usaram equipes alternativas.

"Nos sobram motivos para estarmos empolgados e entusiasmados com este jogo. A primeira delas é o prazer e a vontade de ser campeão. Independentemente do torneio que disputamos, temos grandes objetivos, essa sede por títulos. Depois de todas as conquistas que vamos calcular como foi, mas o que queremos, e é nossa principal motivação, é ser campeão e retribuir o carinho e energia que a gente recebe dos torcedores", afirmou o camisa do Fla.

Questionado sobre os problemas defensivos que a equipe do técnico Rogério Ceni tem demonstrado, Diego apontou ser um quesito que o time busca evolução e que a solução passa também por ações coletivas.

"Esse é um ponto que podemos evoluir, mas coletivamente. Não vejo um setor responsável. Obviamente, a defesa fica mais exposta quando sofre o gol, mas acredito que, como equipe, podemos contribuir para isso. Uma equipe compacta, que pressiona, que faça a transição defensiva mais rápida... Tudo isso são situações que podemos melhorar constantemente. Não é por acaso que temos tido bom rendimento tanto na Libertadores e Carioca até agora, mas a equipe que quer estar sempre vencendo, tem de estar evoluindo, e essa situação é sempre conversada e treinada", apontou.

Flamengo