PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Robson relata que ficou uma semana sem comer ao ser preso na Rússia

Robson Nascimento de Oliveira, ex-motorista dos familiares do volante Fernando, foi solto pelo governo russo - Reprodução/Facebook
Robson Nascimento de Oliveira, ex-motorista dos familiares do volante Fernando, foi solto pelo governo russo Imagem: Reprodução/Facebook

Colaboração para o UOL, em São Paulo

09/05/2021 13h15

Durante entrevista para o Esporte Espetacular, da Rede Globo, Robson comentou como foram seus primeiros dias na prisão da Rússia. O brasileiro disse que chegou a ficar uma semana sem comer nada.

"Nos primeiros dias (na prisão), eu só bebi água e dormi, porque eu ainda não estava acostumado com o fuso horário. Eu fiquei uns 7/8 dias sem comer nada, eu só bebia água, dormia e chorava, chorava muito. Nas horas em que eu estava acordado, eu estava chorando."

Além da barreira do idioma, Robson também contou que o racismo na Rússia está no olhar: "Eles não falam nada, mas aquele olhar acusatório é horrível". Apesar disso, o motorista não perdeu a esperança de ser libertado.

"O meu pensamento era só em sair dali, independentemente do que eu estava sentindo, eu só queria ser solto. Eu nunca perdi a esperança. Eu era inocente, então tinha que acontecer alguma coisa pra eu sair dali", relatou.

Robson também citou que está feliz por estar em liberdade. "Eu já estou solto e com a consciência tranquila, porque nunca fui bandido, nunca fui criminoso. Eu queria saber se ele (Fernando) e a família dele estão com a consciência tranquila."

Relembre o caso

Robson foi preso em março de 2019, um mês após chegar à Rússia, por ter entrado no país transportando duas caixas de Mytedom 10mg (cloridrato de metadona). O medicamento, segundo ele, era para o sogro de Fernando, que já estava na Rússia e sofre de dores crônicas. Na época, o jogador atuava pelo Spartak Moscou.

O governo brasileiro entregou, no final de outubro de 2020, uma carta na qual Jair Bolsonaro (sem partido) pedia ao presidente russo, Vladimir Putin, perdão a Robson. Em dezembro, a Justiça russa condenou o brasileiro a três anos de prisão. Como já tinha cumprido um ano e nove meses, ele terminaria de cumprir a pena no começo de 2022.

Robson chegou ao Brasil na última quarta-feira, 05. Ele foi recebido pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido) ao desembarcar no aeroporto do Galeão, no Rio de Janeiro.

Futebol