PUBLICIDADE
Topo

São Paulo

Pablo compara Dani Alves a Michael Jordan: 'Mesmo sentimento'

Pablo comemora seu gol pelo São Paulo contra o Rentistas - Marcello Zambrana/AGIF
Pablo comemora seu gol pelo São Paulo contra o Rentistas Imagem: Marcello Zambrana/AGIF

Colaboração para o UOL, em São Paulo

03/05/2021 14h50

O atacante Pablo, do São Paulo, disse que a vontade de vencer de Daniel Alves, seu companheiro de clube, pode ser comparada à de Michael Jordan. O camisa 9 tricolor disse, no entanto, que a liderança exercida pelo lateral é bem diferente do ex-jogador de basquete.

"Eu estou assistindo à série 'O arremesso final' e estou vendo as atitudes do Jordan. Ele não queria perder de jeito nenhum e era muito duro na cobrança com os companheiros. Ele provocava os colegas, deixava irritado para tirar algo deles. O Dani Alves tem esse mesmo sentimento de vencer do Jordan, é nítido, mas a forma de cobrar é mais solidária, ele abraça mais", disse Pablo em entrevista ao canal Pilhado, do YouTube.

O atacante recordou uma passagem em que experimentou a empatia de Daniel Alves, durante um período de jejum de gols no São Paulo.

"Depois do jogo contra a LDU, ano passado, que a gente ganhou de 3 a 0, eu estava há algum tempo sem fazer gol e perdi um gol no fim do jogo, fiquei pensando naquilo - até de forma meio egoísta. Estava meio chateado e o Dani chegou e falou: 'seu gol vai sair, a gente confia em você, calma!'. A forma com que ele falou comigo mexeu comigo. Um cara tão vencedor, que se preocupa com a dor do próximo mexeu. Depois, ganhamos do Santos, fiz os dois gols e ele chegou em mim e disse: 'não falei que ia chegar sua hora'", contou.

Pablo ainda ponderou que Daniel Alves levou ao clube da capital paulista um espírito vencedor e que seu comportamento dentro de campo serve de inspiração para todos os atletas.

"A chegada do Dani traz esse espírito de campeão. Ele é o maior vencedor de títulos da história do futebol. Como não vai respeitar? Mas ele também brinca. (...) Dá para ver que é um cara que odeia perder. E ele sempre brinca dizendo que não é no São Paulo que ele não vai ser campeão. Ele tem essa questão de vencer, de não entregar o jogo. Ele é exemplo. Com 37 anos é sempre um dos que mais corre. Temos que nos inspirar nele. É um vencedor", continuou.

Outras lideranças

Além de Daniel Alves, Pablo disse que Hernanes, Tiago Volpi e Reinaldo se destacam como líderes do elenco tricolor. O atacante destacou que o lateral esquerdo é o maior responsável por manter um bom ambiente no grupo.

"O Daniel Alves é uma das nossas lideranças, como o Reinaldo, como o Volpi, o Hernanes. Tem vários líderes no elenco. Eles sempre falam, têm voz. Cada liderança tem sua forma. Tem cara que é mais brincalhão, como o Reinaldo - quando ele fala mais sério, a gente não sabe se ri ou não. O Volpi e o Hernanes sempre têm opinião. Todos os jogadores são respeitados. (...)O Hernanes também tem essa questão de ser o profeta. Todo mundo brinca com isso. O ambiente é muito bom. E quem ajuda muito o ambiente é o Reinaldo", completou.

São Paulo