PUBLICIDADE
Topo

Futebol

'O Brasil é um cemitério de jogadores e treinadores', dispara Daniel Alves

Daniel Alves em ação pelo São Paulo - Fernando Alves/AGIF
Daniel Alves em ação pelo São Paulo Imagem: Fernando Alves/AGIF

Colaboração para o UOL, em São Paulo

01/05/2021 12h09

Daniel Alves deu uma entrevista para o 'The Guardian' e comentou sobre sua volta ao Brasil após alguns anos atuando na Europa. Questionado sobre o futebol no seu país de origem, o lateral da seleção brasileira deixou claro que tem um ponto de vista concreto sobre como o sistema reage aos profissionais que 'tentam algo diferente'.

"O Brasil é um cemitério de treinadores e jogadores. Nosso sistema é baseado em coisas sempre iguais. Quando você tenta algo diferente, as pessoas ficam contra você porque, se funcionar, mudará todo o sistema", disse ele.

A análise acima veio à tona após Dani falar sobre sua relação com Fernando Diniz, no São Paulo, um treinador que o jogador afirmou ter um grande apreço.

"Para ser sincero, ele não é treinador do nosso país. Diniz está à frente da maioria dos treinadores", pontuou Daniel, que completou:

"Suas ideias e o trabalho que está fazendo. Você pode dizer "ele não ganhou o título", mas não estou falando sobre isso. Eu estou falando sobre futebol Eu o admiro muito. Ele se preocupa com as pessoas, tem muitas ideias sobre futebol e sabe o que quer do futebol."

Diniz chegou no São Paulo em setembro de 2019 e ficou até fevereiro de 2021. Ao todo, foram 77 jogos, com 36 vitórias, 20 empates e 21 derrotas.

Futebol