PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Guto Ferreira vai para final do Nordestão pensando na altitude da Bolívia

Guto Ferreira após a partida contra o Arsenal, na Argentina - Reprodução Youtube/TV Conmebol
Guto Ferreira após a partida contra o Arsenal, na Argentina Imagem: Reprodução Youtube/TV Conmebol

Bruno Fernandes e Josué Seixas

Colaboração para o UOL, em Maceió

28/04/2021 00h29Atualizada em 28/04/2021 09h04

Classificação e Jogos

Antes do primeiro jogo do Ceará pela final da Copa do Nordeste contra o Bahia, no próximo sábado (1º), o treinador demonstrou preocupação pela agenda apertada e pelo desafio de jogar em altitude na próxima rodada da Copa Sul-Americana. A declaração foi feita durante coletiva de imprensa realizada nesta noite, após o empate sem gols com o Arsenal de Sarandí pela competição continental.

Contra o Bahia, o Vozão vai em busca do tricampeonato, mas para o treinador, além do duelo contra o Esquadrão de Aço, o que mais preocupa é a rotina de viagens e a altitude de 3,6 mil metros onde sua equipe enfrentará o Bolívar pela próxima rodada da Sul-Americana.

"Buscamos o tricampeonato da Copa do Nordeste, que é uma competição muito importante, e agora nós temos que analisar bastante o que vamos fazer. Estamos voltando de uma viagem para jogar no sábado e futebol não é apenas os 90 minutos. Estamos pensando o que fazer na altitude no próximo jogo da Sul-Americana", disse durante a entrevista.

Sobre a partida desta noite contra o Sarandí, o treinador considerou o empate como sendo bastante positivo para a equipe. "Fizemos um grande jogo e dentro do meu pensamento, a gente vencendo em casa e não perdendo fora, vamos ficar muito próximos da classificação. Hoje não perdemos e talvez tenha sido a partida mais difícil que fizemos este ano", avaliou.

Mesmo com o resultado, a equipe brasileira permanece momentaneamente na liderança do Grupo C com quatro pontos somados e agora aguarda o resultado da partida de amanhã (28) entre Jorge Wilstermann e Bolívar para ter sua posição no grupo definida.

Futebol