PUBLICIDADE
Topo

Santos

Santos deve salários a parte do elenco que recebe acima de R$ 100 mil

Ariel Holan conversa com elenco do Santos antes de treino nesta quinta, no CT Rei Pelé - Ivan Storti/Santos FC
Ariel Holan conversa com elenco do Santos antes de treino nesta quinta, no CT Rei Pelé Imagem: Ivan Storti/Santos FC

Gabriela Brino

Colaboração para UOL, em Santos

26/04/2021 04h00Atualizada em 26/04/2021 16h17

A diretoria do Santos atrasou o salário de parte do elenco neste mês. Apenas jogadores com salários até R$ 100 mil foram integralmente pagos, enquanto atletas que recebem acima desse valor foram para o final da fila. Os funcionários do clube estão com os salários em dia.

Segundo apurou o UOL Esporte, a direção teve uma conversa com os atletas e um acordo foi feito. A pretensão do presidente Andres Rueda é que a divida seja sanada entre hoje (26) e amanhã (27).

No sábado, Soteldo foi vendido para que o Peixe iniciasse uma reorganização interna. O clube estava impedido de contratar jogadores e, consequentemente, mal visto pelo mercado. Agora livre da punição, Rueda quer reforçar o Santos com contratações por empréstimo e iniciar liberações no elenco para diminuir a folha salarial.

As renovações também já estão sendo estudadas. O Alvinegro praiano faz força para renovar com Kaio Jorge para mais tarde vendê-lo, mas ainda não concretizou o negócio. Carlos Sánchez também está estudando a a oferta que recebeu, enquanto Copete não deve ter seu vínculo renovado.

Na manhã de hoje (26), o técnico Ariel Holan pediu demissão. A diretoria do Santos conversou para saber se o treinador comandaria a equipe contra o Boca Juniors, amanhã (27), pela Libertadores, mas ficou definido que o auxiliar Marcelo Fernandes é quem ficará no banco de reservas no duelo.

Errata: o texto foi atualizado
Ao contrário do que afirmava a matéria, o Santos não possui dívida com o técnico Ariel Holan, somente com os jogadores que recebem salários acima de R$ 100 mil. Os vencimentos do argentino referentes ao mês em questão foram integralmente pagos. O erro foi corrigido.

Santos