PUBLICIDADE
Topo

Atlético-MG

Cuquinha diz que "falta muita coisa" ao Atlético-MG e lamenta empate

Irmão de Cuca, Cuquinha também dirigirá o Galo na partida contra o Deportivo Cali, da Colômbia - Pedro Souza/Atlético-MG
Irmão de Cuca, Cuquinha também dirigirá o Galo na partida contra o Deportivo Cali, da Colômbia Imagem: Pedro Souza/Atlético-MG

Do UOL, em Belo Horizonte

21/04/2021 22h32

Classificação e Jogos

O empate em 1 a 1 do Atlético-MG com o modesto Deportivo La Guaira-VEN na estreia da Copa Libertadores da América evidenciou mais uma vez a dificuldade do Galo em apresentar um bom futebol. Com um repertório pobre e refém de uma jogada só, os cruzamentos na área do adversário, o time alvinegro exagerou no "chuveirinho" e tentou 59 levantamentos na defensiva venezuelana.

O desempenho do time foi criticado pelo técnico interino Cuquinha, irmão de Cuca, treinador do Galo, que precisou cumprir suspensão por ter sido expulso na final da Libertadores de 2020 e, por isso, ficou fora do banco de reservas no estádio Olímpico de Caracas, hoje (21).

"Falta muita coisa ainda. A gente não está contente. Estamos tristes, principalmente com o desempenho do começo do jogo. Não era isso que a gente veio [fazer]. Não era o propósito de cruzar bolas do jeito que a gente cruzou. Nós nem treinamos desse jeito", analisou.

Cuquinha revelou descontentamento com o desempenho atleticano no jogo e disse que o momento é de trabalhar mais, e não lamentar.

"A gente não tem que se lamentar. Vou falar pela décima vez: o negócio é trabalhar. Contente ninguém está. A gente esperava mais, principalmente em termos de resultado", disse.

Cuca ainda tem mais um jogo de suspensão para cumprir e por isso Cuquinha também estará no banco de reservas contra o América de Cali, na segunda rodada do Grupo H da Copa Libertadores, na próxima terça-feira (27), às 21h, no Mineirão.

Antes do segundo compromisso na competição internacional, o Atlético-MG volta atenções para a última rodada do Campeonato Mineiro, neste sábado (24), às 19h, contra o Athletic, no estádio Independência. Já com a primeira colocação garantida, Cuca colocará um time reserva para jogar.

Leia na íntegra a entrevista de Cuquinha

Entrada de Zaracho

Sim, [Zaracho] entrou bem no jogo. No segundo tempo, tivemos muita posse de bola, criamos várias oportunidades, mas num jogo que nem o de hoje, a única coisa que você não espera é sair atrás. Saímos atrás, tivemos que correr atrás do resultado. Vai perdendo a confiança com o passar do tempo... Empatamos o jogo, criamos algumas oportunidades para poder vencer e não vencemos. Mas não tem que ficar lamentando. Tem é que trabalhar, melhorar a parte ofensiva. Não adianta criar 30 chances e fazer um gol. Temos que criar e fazer mais gols. E trabalhar. Não adianta ficar se lamentando.

Quem entrou no segundo tempo do jogo deve ser titular?

O treinador está vendo. Ele viu o jogo de cima. Ele está vendo. É ele que escala. O time melhorou no segundo tempo, sim. Mas, como eu disse, o nosso começo de jogo foi muito ruim. O que a gente não esperava era sair atrás. É um jogo em que se você faz 1 a 0, abre o adversário. Como você sai atrás, eles se postam todos atrás. Não adianta ficar lamentando, não adianta chorar o leite derramado e ficar dando murro em ponta de faca. Temos é que trabalhar.

Expectativa na Libertadores

[Somar pontos] É o que a gente espera. A gente veio com esse propósito, de hoje conseguir os três pontos, somar a maior pontuação possível na chave de grupos, classificar, é lógico. Estamos tristes. Tristes com o resultado. Não era o que esperávamos. Bola para frente.

O que achou do começo na Libertadores?

Falta muita coisa ainda. A gente não está contente. Estamos tristes, principalmente com o desempenho do começo do jogo. Não era isso que a gente veio [fazer]. Não era o propósito de cruzar bolas do jeito que a gente cruzou. Nós nem treinamos desse jeito. Mas o jogo ofereceu isso. Foi o que eles acharam dentro de campo. O recurso que tinha era cruzar bolas na área. A gente não tem que se lamentar. Vou falar pela décima vez: o negócio é trabalhar. Contente ninguém está. A gente esperava mais, principalmente em termos de resultado.

Análise sobre Savarino

A gente, nas trocas que fizemos, achou que faltava um pouco mais entrar na área para finalizar. No primeiro tempo, a bola estava até cruzando na área, mas faltavam jogadores para entrarem na área. No segundo tempo, entramos um pouco mais, não o que esperávamos. Melhorou um pouco, mas não foi o suficiente para poder virar e sair daqui com os três pontos. Bola para frente.

Atlético-MG